Marília Mendonça e Maiara & Maraisa se preparam para o álbum Patroas 35%

Marília Mendonça e Maiara & Maraísa divulgam lançamento com ações inéditas

Publicado em 21/09/2021 10:56
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um conceito para cada faixa, um mood para cada faixa, a maturidade das Patroas escancarada num só repertório. Em ação inédita lançam  três músicas seguidas, uma por dia, no YouTube e plataformas de streaming. A primeira delas, “Motel Afrodite”, já está disponível. Amanhã, 22,  é a vez de “Não Sei O Que Lá” e no dia 23, “Todo Mundo Menos Você” fecha o primeiro EP de Patroas 35%. Desta vez, Marília Mendonça, Maiara e Maraisa querem desmistificar vários sentimentos ou formas de agir e pensar que são impostas às mulheres. A série de lançamentos será feita pela Som Livre, e termina no dia 14 de outubro para  completar as nove faixas do álbum.

(Foto: Divulgação)

Motel Afrodite, traz a vivência de  uma saudade plena de forma madura e solitária, sem implorar pela volta ou pela presença de alguém. Revisitar o lugar onde se viveu  um amor intenso e livre, acompanhada de si mesma e de suas melhores lembranças.  Mergulhar num sentimento até que ele acabe dentro de você, como dizem:  “é preciso chegar ao fundo do poço para  se reerguer”. Se for essa sua vontade, faça! “Motel Afrodite” representa este poço cheio de lembranças,  é neste mesmo lugar que a força para seguir vai surgir.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A capa escolhida para este primeiro single segue o  mood liberte-se do que os outros dizem,  Marília Mendonça, Maiara e Maraísa  surgem poderosas e inspiradas nela: Beyoncé!  

MOTEL AFRODITE ( Henrique Casttro/ Elvis Elan/ Douglas Cezar)
Intérpretes: Patroas – Marília Mendonça, Maiara e Maraisa

Diretor de vídeo: Fernando Trevisan Catatu
Direção Musical: Eduardo Pepato

Gravadora:Som Livre

Letra

Quanto tempo faz da última vez 

O Motel Afrodite perdeu um casal freguês

Suíte 22 se eu não me engano 23

Pernoite depois do café amor mais uma vez

E dá saudade daquela hidro borbulhando

E você me chamando pra gente se amar

Dá saudade do gosto, do beijo e daquele lugar

E volta e meia eu volto lá sozinho

Eu tiro a roupa eu choro e abro um vinho

E a roupa de cama pode até mudar

Mas juro que seu cheiro ainda tá lá

E volta e meia eu volto lá sozinho

Eu tiro a roupa eu choro e abro um vinho

Mas hoje a moça da cabine que adorava a gente

Com dó de mim falou “segue a sua vida, ele saiu no carro da frente”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio