raimundos
(FOTO: Reprodução)

Há um tempo, existe algumas discussões acerca das letras do Raimundos terem “envelhecido mal”, devido a expressões e até assuntos específicos que não são mais aceitos nos dias de hoje. Por exemplo, há quem fale que músicas como “Me Lambe” e “Esporrei na Manivela” incentivam pedofilia e assédio sexual.

O ex-vocalista Rodolfo Abrantes declara se arrepender das composições, os músicos da banda sempre defenderam as canções criadas no passado. Eles já disseram, em diferentes situações, que as letras serviam como um “teste” para saber até onde ia a democracia do Brasil – até então, relativamente nova, uma década após o fim da ditadura militar.

Mas, na última quinta-feira (11), o baixista Canisso afirmou, pelo Twitter, que uma das músicas do Raimundos tem um problema: “Me Lambe”. Escrita por Rodolfo com o guitarrista (e hoje vocalista) Digão e o baterista Fred, a música apresenta seu interlocutor apaixonado por uma mulher mais jovem.

VEJA TAMBÉM: Maiara volta a apagar fotos com Fernando e ele desaba na web: “Vontade de fazer nada”

Trechos como “Eu acho que com a sua idade já dá pra brincar de fazer neném” e “Acho que ela viajou que eu era um picolé – me lambe” não geraram discussão na época do lançamento. No entanto, com o passar do tempo, os debates a respeito dessa canção em específico, aumentaram.

Ao responder uma seguidora que disse que o Raimundos não deveria alterar seu repertório, nem deixar que “a chatice do mundo” os atingisse, Canisso disse: “Algumas são besteiras inofensivas, todo mundo sabe e ‘perdoa’. O caso de ‘Me Lambe’ é diferente. Apesar de ser zoeira, ela toca num ponto bastante complicado. Pessoas se ofendem, não traz nada de bom… o mundo mudou, eu mudei também. F*da-se essa música”.

Outra seguidora perguntou, então, de onde saiu a inspiração para “Me Lambe”. Canisso respondeu que não foi dele a ideia, já que não esteve nem mesmo na gravação – o baixo foi tocado por Bi Ribeiro, d’Os Paralamas do Sucesso. “Bom, minha não foi, nem o baixo eu gravei… Eu sempre achei essa música UM c*, pop demais, tentando ser radiofônica. Foi o começo de tudo de ruim, que culminou na saída do Rodolfo”, afirmou.

Sem responder a nenhuma internauta, Canisso declarou que o Raimundos nunca quis ofender ninguém. “Raimundos é a minha vida, a trilha sonora do meu romance com a Dree, criei meus filhos e os sustento com ela, não sinto nada além de amor e orgulho por essa banda, sempre!!! Falamos merda em algumas letras pra chocar e divertir, NUNCA pra ofender ninguém”, disse.

Lodo depois, o assunto voltou a ser discutido por Canisso, após um internauta citar que o álbum “Lapadas do Povo” não teria nenhuma letra ruim, mesmo nos dias de hoje. “A única música que eu acho que tem algum problema, apesar de que na história o protagonista sai preso e algemado, é a bosta de ‘Me Lambe’… envelheceu bem mal”, comentou o baixista.

Perguntado se faria algo diferente com o Raimundos nos dias de hoje, Canisso foi pontual ao responder: “Talvez maneirar na putaria”. Ele também revelou: “Fui meio contra desde o início. Sabia que nosso caminho seria mais difícil por causa da censura velada que sempre sofremos”.

Veja o clipe de “Me Lambe”: