beatles
A legendária banda britânica The Beatles (FOTO: Reprodução)

Em meados de setembro de 2018, o cantor Paul McCartney revelou momentos bem íntimos protagonizados junto com os outros integrantes dos Beatles. Em entrevista à revista GQ, o roqueiro contou já ter se masturbado algumas vezes ao lado de John Lennon e os demais companheiros de banda.

“Foi assim, eu estava na casa do John e era um grupo pequeno. E ao invés de ficarmos bêbados e dar uma festa, eu nem sei se íamos passar a noite lá ou algo assim, nós estávamos sentados nessas cadeiras e as luzes estavam apagadas e alguém começou a se masturbar, então todos fizemos o mesmo”, revelou o músico.

McCartney ainda lembrou que junto com os outros começaram a brincar gritando nomes de musas como “Brigitte Bardot” como “estímulo” e que a brincadeira acabou após Lennon gritar o nome “Winston Churchill.”

Porém, o músico nega que ele e os outros Beatles tenham participado de orgias. “Nunca fui muito fã disso e, pelo menos na minha presença, não aconteceu com os outros também. Houve uma ocasião em que nós estávamos em Las Vegas e o cara da turnê disse, ‘caras, vocês estão indo para Vegas – querem uma prostituta?’ Respondemos: ‘Sim!’. Eu pedi duas e foi uma experiência maravilhosa. Mas isso foi o mais perto que eu já cheguei de uma orgia”, contou.

O famoso assegura, porém, que o momento não era algo comum entre eles. “Eu acho que foi uma vez só. Talvez duas”, disse. “Não era algo grande. Mas é o tipo de coisa em que você não pensa muito. Era só uma coisa de grupo. É, é um pouco pervertido quando você pensa nisso.“

“Tem tantas coisas que você faz quando é jovem e depois pensa ‘nossa, eu fiz mesmo isso?’. Mas era uma diversão inocente, ninguém se machucou. Nem a Brigitte Bardot”,completou.

VEJA TAMBÉM: Membro dos Beatles morreu decapitado num acidente e foi substituído; veja a teoria!

Ao fim da entrevista, Paul McCartney esclareceu mais um rumor. O artista disse que certa vez o grupo estava presente no quarto em que George Harrison perdeu a virgindade, ainda aos 17 anos, e lhe aplaudiram quando o guitarrista “terminou” o ato sexual. “Nós tínhamos uma cama sozinha e dois beliches. Se alguém trouxesse uma garota, podia ficar na cama, coberto pelos lençóis. Nós não víamos nada, só algum tipo de movimento”, admitiu.

Confira o mais recente álbum de Paul McCartney com ninguém menos que Ryan Tedder entre os produtores do disco: