O cantor norte-americano Michael Jackson (FOTO: Matthew Rolston)

Os fãs de Michael Jackson testemunharam a estrela falar sobre alguns de seus artistas favoritos no passado, mas um exemplo de seu raro elogio a outros cantores foi apontado para Stevie Wonder, apelidando-o de “homem mais doce” do mundo.

Michael foi um dos artistas mais prolíficos e célebres de seu tempo. Embora parecesse que a estrela não poderia lançar nada sem torná-lo um fenômeno mundial, ele também se apoiava nos ombros dos artistas ao seu redor.

Jackson trabalhou com quase todos na indústria quando estava vivo. A estrela estava ansiosa para encontrar seu próprio som, mas ao fazer isso ele aprendeu com alguns dos melhores do ramo.

VEJA TAMBÉM: Gusttavo Lima bebe demais e revela que passa horas “chupando periquita” da esposa

Então, ao longo dos anos, faria sentido que o caminho do Rei do Pop se cruzasse com o lendário cantor e compositor Stevie Wonder.

Michael Jackson stevie wonder
Michael Jackson e Stevie Wonder (FOTO: Reprodução)

Enquanto Jackson não falava sobre outros artistas com frequência, ele tirou um momento para elogiar seu amigo em uma rara entrevista em 2005. Em declarações a Geraldo Rivera em 2005, logo depois que as acusações de abuso infantil vieram a público, Jackson falou sobre o ridículo que enfrentou no último videoclipe de Eminem.

O vídeo em questão mostra Eminem atirando em Jackson sobre as acusações que o atormentaram na época. O astro explicou que Stevie Wonder pensou que o envolvimento de Eminem no discurso foi “ridículo“.

Prosseguindo para elogiar o amigo, ele disse: “Stevie é incrível. Ele é um dos homens mais doces do mundo, sim, eu amo Stevie Wonder.

Mas não parou por aí, pois ele continuou a elogiar o cantor com algumas palavras incríveis.

Para mim, ele é um profeta musical. E ele é uma entidade muito forte neste meio e neste negócio. Quando ele fala, as pessoas ouvem – e foi errado Eminem fazer o que ele fez.

Claro, no início da entrevista Michael Jackson deu sua própria declaração a Rivera sobre os comentários de Eminem. Ele explicou francamente: “Nunca conheci o Sr. Eminem. E tê-lo – sempre o admirei – e tê-lo fazendo algo assim tem sido muito doloroso.”