Miley Cyrus revela motivo para não permitir que seus shows sejam gravados

Publicado em 11/09/2021 16:35
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Miley Cyrus é destaque em diversos festivais. Porém, ela não autoriza que suas apresentações sejam transmitidas ao vivo pela internet. Em entrevista ao The Howard Stern Show, a eterna Hannah Montana explicou o motivo de sua decisão.

As pessoas ficaram acostumadas a ter shows por streaming em casa. E parte da experiência de um show, eu digo pela experiência dos meus fãs, é ter o propósito de trabalhar pesado para ter dinheiro e poder comprar aquele ingresso. Isso dá uma razão para viver. Quando eu era jovem, eu lavava janelas para ir ver O-Town. Eu gosto de dar essa iniciativa aos meus fãs, fazer com que eles tenham um sonho. Eu sou uma das únicas artistas nesses festivais que está declicando fazer streaming, não porque eu quero guardar o show para mim, eu quero compartilhar. No entanto, eu quero que as pessoas realmente me assistam ao vivo realmente“, disse Miley Cyrus.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Miley Cyrus e Metallica performam “Nothing Else Matters”

O Metallica juntou forças com Miley Cyrus para uma performance de “Nothing Else Matters” no The Howard Stern Show na quinta-feira (09). As lendas do metal e a estrela pop se uniram para promover a nova compilação de covers The Metallica Blacklist.

Na enorme compilação de vários artistas, que apresenta 53 covers das 12 músicas do “Black Album” do Metallica, Miley se juntou a Elton John, Chad Smith do Red Hot Chili Peppers, o violoncelista Yo-Yo Ma e o próprio Robert Trujillo do Metallica para uma versão emocionante de “Nothing Else Matters”.

Para a apresentação de Howard Stern, o Metallica deixou Cyrus assumir os vocais principais, com o vocalista James Hetfield apoiando-a durante o refrão.

Antes da apresentação, a banda e Miley discutiram “Nothing Else Matters”, com Hetfield admitindo que inicialmente hesitou em levar a balada para seus companheiros de banda. “No final dos anos 80, construímos essa reputação de caras durões, somos feitos de pedra … e esta é uma das [canções] mais vulneráveis”, explicou ele. “Quanto mais resistente for a armadura, maior será o coração que você quer mostrar, mas tem medo de fazê-lo.”

Ele continuou: “Fiquei chocado quando [o produtor] Bob Rock e Lars [Ulrich] disseram: ‘Isso é lindo. É uma música incrível. ‘Foi uma experiência de mudança de vida estar bem jogar isso para eles e eles aceitarem.”

Elton John também falou sobre a música. “Ouça, esta é uma das melhores canções já escritas, para mim. É uma música que nunca envelhece. E tocando nessa faixa, eu mal podia esperar. A estrutura dos acordes, as melodias, as mudanças de tempo, tem drama escrito por toda parte.”

Assim que Elton John disse “as melhores canções já escritas”, Hetfield pode ser visto imediatamente se emocionando, enquanto colocava a mão no rosto. Pouco tempo depois, as lágrimas brotaram dos olhos do vocalista do Metallica.

Confira a entrevista e a performance de “Nothing Else Matters”, bem como a versão de estúdio com Elton John abaixo. 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio