Moraes Moreira
O cantor e compositor baiano Moraes Moreira (FOTO: Reprodução)

O cantor e compositor baiano Moraes Moreira faleceu na madrugada desta segunda-feira (dia 13) aos 72 anos no Rio de Janeiro. De acordo com a assessoria de imprensa do músico, ele teve um infarto agudo do miocárdio e morreu às 6h. “A gente não sabe direito o que ocorreu. Nem eu, nem as irmãs sabemos”, afirmou Eduardo Moraes, irmão do cantor. O corpo de Moraes Moreira foi achado nesta manhã no apartamento onde o músico vivia sozinho, de acordo com o irmão.

O músico que na verdade se chamava Antonio Carlos Moreira Pires nasceu em Ituaçu, no interior da Bahia,, em 8 de julho de 1947. Moraes Moreira iniciou a carreira tocando sanfona de doze baixos em festas de São João e outros eventos na cidade. Na adolescência acabou aprendendo a tocar violão, enquanto fazia curso de ciências em Caculé, na região sudoeste da Bahia, no ano de 1967.

Aos 19, Moraes Moreira decidiu mudar para Salvador, onde começou a estudar no Seminário de Música da Universidade Federal da Bahia. Lá, o artista conheceu seus futuros amigos dos Novos Baianos, Luiz Galvão e Paulinho Boca de Cantor, além de Tom Zé.

No ano de 1968, os jovens criaram o espetáculo que acabou dando origem aos Novos Baianos, Desembarque dos Bichos após o Dilúvio Universal. O grupo já contava também com a participação de Baby do Brasil (Baby Consuelo, na época) na voz e o guitarrista Pepeu Gomes quando chegou a participar do popular Festival televisivo da Música Popular Brasileira em 1969, participando da competição com a faixa “De Vera”, de Moreira e Galvão.

VEJA TAMBÉM: Mansão milionária de Beth Carvalho estaria abandonada após morte da cantora

Já em 1970, o grupo divulgou seu disco de estreia, “Ferro na boneca”. Porém foi no ano de 1972 que eles lançaram o aclamado álbum, “Acabou chorare”, que consagrou os Novos Baianos. O trabalho conseguia flertar com as mais variadas sonoridades misturando samba, rock, bossa nova, frevo, choro e baião.

Moraes Moreira permaneceu no grupo de 1969 até 1975, quando decidiu sair em carreira solo. Ao todo, o músico já lançou mais de 60 discos incluindo seus trabalhos na carreira solo e nos grupos Novos Baianos, Trio Elétrico Dodô e Osmar, além da parceria com o guitarrista Pepeu Gomes.

HISTÓRIA DO NOVOS BAIANOS

O documentário “Novos Baianos Futebol Clube” traz um dos retratos mais íntimos da banda de Moreira. O filme foi produzido em 1973 por uma emissora alemã, com a direção e roteiro de Solano Ribeiro. A trilha do documentário foi retirada dos álbuns Acabou Chorare (um dos discos musicais de maior sucesso da época), e Novos Baianos FC. O longa-metragem aborda a fase da saída do grupo da gravadora Som Livre.