Morando em um trailer humilde, pai de Britney Spears surge irreconhecível

Publicado em 12/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Jamie Spears foi visto pela primeira vez desde o testemunho bombástico de sua filha, Britney Spears. Na semana passada, a cantora de “Toxic”, de 39 anos, se dirigiu ao tribunal pela primeira vez desde 2019 a respeito de sua tutela e solicitou que o juiz rescindisse com ela.

Pois bem, agora, o pai da cantora foi visto totalmente irreconhecível, saindo de uma loja, com dois copos na mão. Vale ressaltar que ele está morando em um trailer humilde.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

(Foto: Reprodução TMZ)
(Foto: Reprodução TMZ)
(Foto: Reprodução TMZ)
(Foto: Reprodução TMZ)
(Foto: Reprodução TMZ)

VEJA TAMBÉM: Traição, assistente de palco e ex-BBB: a vida de Gusttavo Lima antes de casado

Pai de Britney Spears teria a chamado de ‘gorda vadia’

Ao longo de sua tutela, Britney Spears sofreu diversos xingamentos vindo de seu pai, e quem revelou isso foi uma ex-amiga da família, Jacqueline Butcher, que em 2008 serviu como uma das testemunhas na Justiça norte-americana para estabelecer a tutoria. Na época, Jacqueline foi a favor da tutela, contudo, se arrepende.

Em entrevista ao The New Yorker, Butcher afirmou que “pensava que estava ajudando” Britney sendo a favor da tutela, completando: “Eu não estava, ajudei uma família corrupta a tomar todo esse controle”.

Butcher revelou que apenas dois meses depois de a estrela ter passado por um episódio de instabilidade, em 2008, ela gravou uma participação especial na série “How I Met Your Mother”, em meio ao que seus tutores consideravam um “retorno” aos holofotes. Mas segundo a amiga, Britney continuava passando por problemas e poucos dias após sair da reabilitação já estava sendo pressionada pelo pai.

“Britney estava de joelhos e tinha uma TV ligada por perto. Jamie disse: ‘Amor’. E eu pensei que ele iria dizer: ‘Nós te amamos, mas você precisa de ajuda’. Mas o que ele disse foi: ‘Você está gorda. Papai vai conseguir para você um personal trainer e uma dieta e você vai voltar à boa forma”, disse a amiga.

“O Jamie apontou para a TV e disse: ‘Você vê aquela TV? Você sabe o que ela irá dizer em oito semanas? Você estará nela e eles vão dizer: ‘Ela está de volta. Ele chegava bem perto do rosto dela, com saliva voando, dizendo a ela que ela era uma vadia e uma péssima mãe”, afirmou a fonte, complementando que Britney só era autorizada a ver os filhos, Sean e Jayden, se “cooperasse”. “Lynne (Spears, mãe de Britney) estava, tipo, ‘Obedeça seu pai e eles vão te liberar’”, completou.

Mãe de Britney Spears fala sobre tutela: “É muita dor, muita preocupação”

A mãe de Britney Spears, Lynne, falou sobre a polêmica tutela de sua filha. Durante uma entrevista com Ronan Farrow e Jia Tolentino para um artigo na The New Yorker, Lynne expressou sua preocupação com as decisões médicas e financeiras da estrela pop que estão sendo controladas pela tutela desde 2008.

Enquanto ela “falava em um sussurro” e dizia que talvez tivesse que “desligar rapidamente” se alguém aparecesse em sua conversa por telefone com os repórteres, Lynne conseguiu dizer: “Tenho sentimentos confusos sobre tudo”.

“Não sei o que pensar. É muita dor, muita preocupação”, explicou ela, antes de acrescentar: “Sou boa em desviar”.

A tutela exigida pelo tribunal – posta em prática após as duas hospitalizações de Britney – voltou a ser examinada após o chocante testemunho da cantora pop no tribunal na semana passada.

Durante a declaração de 20 minutos, a hitmaker “Toxic” afirmou que a tutela, supervisionada por seu pai Jamie Spears durante a maior parte dos últimos 13 anos, era “abusiva” e “estúpida”.

No domingo, a irmã de Britney Spears, Jamie Lynne, explicou por que ela não havia se manifestado anteriormente contra a tutela.

“A única razão de eu não ter feito isso antes é porque eu senti que até minha irmã ser capaz de falar por si mesma e dizer o que ela sentiu que precisava dizer publicamente, que não era da minha conta ou não era a coisa certa fazer “, disse ela em uma história no Instagram: “Agora que ela falou claramente e disse o que precisava, sinto que posso segui-la e dizer o que sinto que devo dizer.”

“Essa situação não me afeta de nenhuma maneira, porque sou apenas sua irmã, que só está preocupada com sua felicidade”, acrescentou. “Se acabar com a tutela e voar para Marte ou o que mais ela quiser para ser feliz, eu apoio isso 100% porque apoio minha irmã; eu amo minha irmã. Sempre amei, sempre amarei.”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio