Morgan Wallen sofre boicote após se envolver em polêmica de racismo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O cantor Morgan Wallen é visto como a nova sensação da música country, mas tem sofrido consequências após se envolver em polêmicas de racismo.

Segundo a Variety, apesar de estar na terceira semana consecutiva da Billboard, músico vem sofrendo boicotes de rádios norte-americanas e também, de sua própria gravadora. 

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em um vídeo, que foi disponibilizado pelo site TMZ, o músico estava juntamente com alguns amigos quando foi flagrado dizendo a palavra “nigger”, que é considerado um insulto na língua inglesa.

VEJA MAIS: Site expõe dossiê sobre supostas traições de Nego do Borel; confira!

Conforme o vídeo se tornou público, a polêmica se formou. E Morgan sentiu os impactos em sua carreira, além dos boicotes de rádios norte-americanas, o Big Loud Records, que é a sua gravadora atual se pronunciou sobre o assunto na última quarta-feira (3).

“Em razão dos eventos recentes, o Big Loud Record tomou a decisão de suspender o contrato com Morgan Wallen por tempo indeterminado”, escreveu a gravadora em publicação feita no Instagram.

Segundo as informações do TMZ, após a repercussão do vídeo, o cantor entrou em contato com o site para pedir desculpas por seu comportamento.

“Estou envergonhado e sinto muito. Usei um insulto racial inaceitável e inapropriado que eu gostaria de poder retirar. Não há desculpas para usar esse tipo de linguagem, nunca. Quero me desculpar sinceramente por usar a palavra. Prometo agir melhor”, disse Morgan.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio