Morre cantora que defendia Bolsonaro e criticou uso de máscaras

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma associação folclórica que participa do Festival de Parintins, no Amazonas, o Boi Garantido vem passando por um surto de Covid-19 entre seus membros. Ao menos seis artistas seguem contaminados pelo novo coronavírus, num estágio da doença em que os casos voltam a crescer em todo o Estado, deixando em alerta todo sistema de saúde em Manaus.

Pois bem, antes do surto de Covid-19 na equipe, a cantora Roci Mendonça, que estava grávida do primeiro filho, já estava internada desde dezembro e acabou morreu no último sábado (09), em Manaus.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A mulher era backing vocal do Garantido e passou por uma cirurgia de emergência para que o bebê pudesse nascer. A criança está internada na UTI neonatal. 

VEJA TAMBÉM: Ex de Biel culpa mãe do cantor por seu comportamento: “Sinto pelo que sua mãe fez com você com apenas 13 anos”

(FOTO: Facebook)

A vocalista do Boi Garantido era bolsonarista e espalhava algumas declarações polêmicas em suas redes sociais sobre a pandemia, entre elas de que o vírus fazia parte de um plano da China para dominar o mundo.

Além disso, em uma publicação feita por Roci ela fala que as pessoas criticaram Bolsonaro porque o presidente não usa máscara eram um “bando de babaca”.

(FOTO: Facebook)
(FOTO: Facebook)
(FOTO: Facebook)
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio