Muito antes da pandemia: há 50 anos, os Beatles faziam a “primeira live” do mundo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O quarteto The Beatles não marcou somente a música, mas teve relevante influência sobre outros hábitos e estilos de vida dos consumidores, especialmente dos jovens.

Além disso, os cantores estão ligados intimamente à história da televisão mundial, pois foram John Lennon, Ringo Star, Paul McCartney e George Harrison, as estrelas da primeira transmissão mundial de TV ao vivo, evento que aconteceu no dia 25 de junho de 1967, direto de Londres.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

(FOTO: Reprodução)

O marco revolucionário da televisão mundial aconteceu quando o canal inglês BBC se juntou a um grupo de emissoras de nada menos que 26 países para exibir uma performance do grupo The Beatles gravando a performance ao vivo no legendário estúdio Abbey Road Studios numa interpretação da música All You Need Is Love. Os Beatles, assim,  ajudaram a moldar a história da televisão e das transmissões ao vivo pois foram fundamentais numa das datas mais importantes da história das telecomunicações.

(FOTO: Reprodução)

Naquele dia, o aguardado e anunciado programa “Our World”, de duas horas e meia de duração foi transmitido simultaneamente para 24 países. Foi também a primeira vez que Lennon e McCartney apresentarem ao mundo pela primeira vez a faixa “All You Need Is Love”, exatamente às 20 horas e 54 minutos daquele histórico domingo na capital de Londres.

(FOTO: Reprodução)

VEJA TAMBÉM: Xuxa pode ter que pagar indenização milionária de R$ 2,5 milhões por processo

A live, que obteve a maior audiência da história da TV até então (estimada em nada menos que 400 milhões de telespectadores) foi planejada pelo produtor da BBC britânica, Aubrey Singer, que gerenciou a equipe da sala principal de controle da transmissão dos estúdios da emissora na capital da Inglaterra.

(FOTO: Reprodução)
(FOTO: Reprodução)

Para a revolucionária missão, além da participação conjunta de outras salas de controle ao redor do globo, foi preciso também a utilização de três satélites de grande alcance na órbita terrestre (Intelsat I, Intelsat II e ATS-1), além de cerca de 1,5 milhões de quilômetros de cabos e uma numerosa equipe de empregados espalhada pelo mundo. Nada menos que 10 mil pessoas teriam trabalhado na transmissão mundial, entre técnicos, produtores e intérpretes, nas cerca de duas dezenas de países onde a live foi exibida.

Assista abaixo:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio