Haley Portner Cox (Foto: Reprodução)

Uma cidadã norte-americana de 23 anos foi assassinada durante as gravações dum clipe musical na cidade de Wimauma, no estado norte-americano da Flórida, nos Estados Unidos. Segundo o jornal local Tampa Bay Times, o crime chegou a ser filmado e a câmera com os registros do incidente vem sendo usada pela polícia para investigações.

De acordo com o veículo, Jordan Jaime Silver, responsável pelo crime, foi preso sob a acusação de assassinato. O jovem espera pelo julgamento na prisão do condado de Hillsborough. Autoridades locais determinaram uma pena de US$ 502 mil para que Jordan possa aguardar o julgamento em liberdade.

Veículos de mídia dos Estados Unidos apontam que Haley Portner Cox deixou duas crianças. A mulher acabou sendo ferida com um tiro fatal no rosto. O namorado dela também foi alvejado por arma de fogo, mas sobreviveu ao incidente. Já o suposto criminoso, Jordan Silver defende que os tiros dados foram acidentais.

Jordan Jaime Silver (Foto: Divulgação)
Jordan Jaime Silver (Foto: Divulgação)

O Tampa Bay Times aponta que Haley e o namorado estavam de visita na casa do amigo rapper Giovinie Bosques quando Silver chegou no lugar portando uma pistola semiautomática com mira laser. Os quatro saíram do imóvel e foram até à casa da namorada de Giovinie para gravar um videoclipe de rap onde um sequestro era encenado.

A câmera teria filmado Jordan Silver com atitude agressiva no decorrer das filmagens, enquanto Cox gravava as ações do jovem. Num momento do vídeo, é possível ouvir um disparo e a câmera acaba caindo no chão. No momento do incidente, o rapper e o namorado da mulher estavam mais longe e ao chegarem próximo, o criminoso atirou contra o parceiro dela Bronowski.

Haley Portner Cox (Foto: Reprodução)
Haley Portner Cox (Foto: Reprodução)

O músico defende que correu para casas da região para alertar os policiais. Mesmo ferido, Bronowski conseguiu também chamar a polícia com seu celular. Os jornalistas que cobriram o caso detalham que o homem responsável pelos tiros acabou sendo preso após se esconder debaixo de uma churrasqueira numa casa da vizinhança. Os familiares de Haley Portner Cox fizeram uma vaquinha virtual para custear o funeral da mulher. Até o momento foram arrecadados US$ 2,9 mil, o equivalente a pouco mais de 15,3 mil reais.

Haley Portner Cox (Foto: Reprodução)
Haley Portner Cox (Foto: Reprodução)