Multishow se pronuncia após boicote de Ludmilla

"Continuaremos trabalhando no que for necessário para evoluir”, garantiu o canal

Publicado em 19/10/2021 21:43
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O canal Multishow emitiu um comunicado após Ludmilla cancelar sua apresentação por conta da falta de representatividade entre os indicados ao Prêmio Multishow.

Em um texto publicado nas redes sociais, o canal assumiu a falta de representatividade e informou que a organização da premiação conversou com a cantora.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

 “Tivemos um papo há pouco com a Lud, numa escuta ativa, e entendemos seu posicionamento. Sabemos que o mundo de hoje ainda está longe da representatividade ideal e continuaremos trabalhando no que for necessário para evoluir”, começou a publicação.

Em seguida, o canal explica que a Academia Prêmio Multishow, criada em 2019, é responsável pela curadoria do evento: “Um grupo de cerca de 500 especialistas ligados à música – críticos, jornalistas, empresários, gravadoras, radialistas, contratantes e representantes de todos os gêneros e regiões do país”.

Mas temos consciência de que a luta pela diversidade deve ser diária e entendemos que precisamos estar ainda mais comprometidos com a causa”, destacou.

A publicação ainda relembra a passagem da funkeira nas edições anteriores da premiação: “O Multishow acompanha a Lud desde o início de sua carreira. Temos uma longa e sólida parceria que nos permite sempre trocar ideias para evoluir juntos. Durante os últimos anos, tivemos o orgulho de ter a presença da Ludmilla em muitas edições do Prêmio Multishow tanto com performances inesquecíveis, como também em 12 indicações, sendo merecidamente premiada como Cantora do Ano e Música Chiclete em 2019 e Música do Ano em 2020. Lud também concorre esse ano com duas indicações – Hit do Ano e Clipe TVZ do Ano”.

Logo depois, Lumilla confirmou em seu Twitter que conversou com a equipe do Multishow: “Vamos conversar para, juntos, colocarmos em prática mudanças gerais que envolvam não só o coletivo quanto o compromisso de estar sempre em atualização para atender à novos requisitos do mercado fonográfico.

“Já fui muito desmerecida e ignorada, principalmente por ter vindo de onde vim e por ser quem eu sou, então quero contribuir para que o mercado da música seja mais justo e inclusivo, onde o trabalho duro seja reconhecido e que os artistas que me sucederão não passem pelas dificuldades que já passei”, completou a artista.

Relembre o protesto de Ludmilla

Os fãs de Ludmilla não gostaram do fato da artista não ter sido indicada como Cantora do Ano na premiação. Porém, se engana quem acha que a cantora fosse ficar quieta diante de tudo isso.

Por meio de seu Twitter, a cantora falou sobre o assunto. “Sou a primeira cantora negra da América Latina a acumular 1 bilhão de streams só no Spotify, hoje são mais de 1.5 bilhão de plays nas plataformas. Meus clipes somam 2.5 bilhões de views, Rainha da Favela ficou meses entre as músicas mais tocadas. São os números que falam“, começou ela.

Além disso, Ludmilla aproveitou para listar seus feitos apenas esse ano. “Só esse ano lancei o Numanice ao vivo, projeto que impactou a cultura brasileira e revolucionou o mercado do pagode de um jeito jamais visto, por ser uma mulher a frente do projeto, projeto que garantiu o vídeo musical solo mais visto de 2021 por uma cantora pop brasileira“, ressalta.

Ela continua: “Deixa de Onda, Pra Te Machucar, Gato Siamês, Apê 1001, o Lud Session então nem se fala, tá na boca do povo. Desde quando ganhei a primeira vez e impactei todo o sistema por ser a primeira cantora negra a ser indicada e a vencer essa categoria em 26 anos de prêmio“.

Uma representante das minorias, uma cantora negra, bissexual, funkeira, periférica, nunca mais fui indicada na categoria ‘Cantora do Ano’. Infelizmente essa é a forma que o sistema te boicota! Mesmo eu sendo indicada em outras categorias da premiação”, disse.

Entretanto, a esposa de Brunna não para por ai! Ela deixou claro que não irá se apresentar no evento. “É nítida a falta de reconhecimento e entendimento das (poucas) premiações que temos aqui no Brasil. Assim como eu, vários artistas de vários segmentos e bandeiras que mereciam ser indicados ou serem reconhecidos da mesma forma que entregam conteúdos para seus públicos e estão na mesma situação”.

Venho por meio desse tweet avisar a todos e ao Multishow que não me apresentarei mais no prêmio esse ano. Obrigada pelo convite, mas onde não sou bem vinda prefiro não estar só por educação. Boa festa a todos“, completa Ludmilla.

As indicadas da categoria foram Anitta, Ivete Sangalo, Iza, Luísa Sonza e Marília Mendonça. Muitos fãs criticaram e caíram em cima do Multishow. Confira:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio