O cantor britânico David Bowie (FOTO: Reprodução)

Falando em seu programa 6Music, Mary Anne Hobbs revelou uma influência no último single de David Bowie, ‘Lazarus’ – o da pintora e escritora surrealista britânica Leonora Carrington.

A faixa, o último single a ser lançado enquanto ele ainda estava vivo, e seu vídeo foram semeados com pistas sobre a doença do cantor e sua atitude filosófica em relação a ela.

Falando agora, a DJ disse: “Acho que posso ter encontrado uma das referências a ‘Lazarus’, que foi o último single a ser lançado durante sua vida. No sábado eu estava na Tate Britain, a galeria de arte, eles têm uma livraria adorável lá, e comprei um livro de Leonora Carrington. Para falar a verdade, eu simplesmente gostei do design da capa. Na verdade, não sei nada sobre ela.”

Mas descobri que ela nasceu bem perto de mim em Chorley, Lancs, em 1916, mas passou a maior parte de sua vida no México. Ela era altamente rebelde … e desafiou seu pai a se tornar um pintor surrealista.”

Ela era autora de uns contos muito estranhos … A primeira história do livro chama-se ‘Coelhos Brancos’ e nessa história está uma personagem que vive num sótão barroco entre muitos e muitos coelhos brancos, ele é feito de estrelas, ele usa uma bandagem sobre os olhos e seu nome é Lazarus.'”

LEIA TAMBÉM: Compositor critica arrogância de Gusttavo Lima após ficar milionário com hit do cantor

O single ‘Lazarus’ foi seguido de perto por Blackstar, o 25º e último álbum de estúdio de Bowie lançado em seu 69º aniversário, 8 de janeiro de 2016, dois dias antes de morrer.

Ele gravou o álbum em segredo enquanto sofria de câncer no fígado, vendo-o como um presente de despedida para seus fãs. Começou a parecer que o álbum era uma espécie de caixa de quebra-cabeça que precisava ser resolvida. Na verdade, o produtor Tony Visconti chamou o lançamento de “um presente de despedida“, acrescentando: “Sua morte não foi diferente de sua vida – uma obra de arte”.

Por exemplo, a estampa – um molde cortado de uma estrela de cinco pontas – foi creditada, em parte, à NASA. Não ficou claro por algum tempo após o lançamento que, quando a estampa foi levantada para uma fonte de luz, uma constelação de estrelas poderia ser vista. Notou-se, de forma bastante mórbida, que uma “lesão estrela negra“, quando encontrada no interior da mama, pode ser indício de certos tipos de câncer.

David Bowie compartilhou seu aniversário com Elvis Presley, que também gravou uma música chamada ‘Black Star’. A letra dizia: “Todo homem tem uma estrela negra / Uma estrela negra por cima do ombro / E quando um homem vê sua estrela negra / Ele conhece sua hora, sua hora chegou“.