Músico do Angra fala sobre feat com Pabllo Vittar: “Assumo essa bandeira”

Publicado em 4/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em 2020, Pabllo Vittar levou a web à loucura ao comentar no Twitter que estava ouvindo “só as mais tristes” do Angra, em referência à lendária banda de Metal brasileira.

Pois bem, recentemente, em entrevista ao Tenho Mais Disco Que Amigos, o guitarrista e fundador do Angra, Rafael Bittencourt, falou sobre uma parceria com a drag queen:

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Olha só, a Pabllo afirmou publicamente que gosta do Angra, que ela admira. Os fãs logo se pronunciaram. Uma parte disse, ‘Nossa, que legal’, e outros já falaram, ‘Meu Deus, que coisa horrível’. Porque uma boa parte do público de Heavy Metal é muito tradicional e muito conservador e, por isso, preconceituoso.”

“A banda, mesmo, se divide no tamanho do risco que seria uma interação do Angra com a Pabllo Vittar. Então eu trouxe pra mim essa responsabilidade. Eu acho que o artista tem uma responsabilidade social, e uma delas é a quebra de preconceitos; o artista não pode endossar preconceitos, não pode endossar conflitos estúpidos, ele tem que tentar unir através da música as pessoas, tentar criar um mundo mais pacífico e menos moralista.”

“Porque eu acho que os maiores problemas do mundo não são as acusações sobre a moral, ou seja, quem transa com quem, quem não transa com quem, o que a pessoa faz, isso não chega a prejudicar ninguém. Exceto a pedofilia, claro, que é um problema sério que prejudica, claro, a criança. Então digo a questão moral assim, a condenação de atos que não prejudicam o outro; essa preocupação sexual deveria estar no final da preocupação das pessoas. No entanto, incomoda pessoas como uma patologia social. Porque a corrupção, a violência… Tem uma série de coisas que prejudica muito mais a sociedade e são colocadas em um grau de importância menor do que com quem que o vizinho transa. E isso me preocupa.”

Em seguida, Rafael finalizou dizendo que “assume a bandeira” dessa possível parceria, assim como fez em “Dar as Mãos”. Ele, aliás, deixa bem claro o convite a Pabllo para que isso saia do papel:

“Eu assumo essa bandeira. E, se algum dia… Acho difícil que o pessoal do Angra tope fazer algo com a Pabllo Vittar, mas aqui está o meu convite: eu ficaria muito feliz de fazer algo com a Pabllo. Já cheguei a falar isso pra ela, troquei mensagens com ela, ela sabe disso, que eu acho que o artista tem essa responsabilidade de quebrar preconceitos e eu tô aí pra isso.”

A entrevista foi para o site Tenho Mais Disco Que Amigos. Para ler completa, clique aqui.

VEJA MAIS: Só de cueca! Leonardo relembra o dia em que foi socorrido por Xororó

Pabllo Vittar surge ouvindo banda de power metal e afirma: “Só as tristes”

Neste sábado, Pabllo Vittar afirmou estar ouvindo um power metal com a banda Angra. A artista deu bom dia para seus fãs falando: “ouvindo só as tristes do Angra hoje! bom dia filhas“.

Após os internautas terem conhecimento de que a artista pop também curte um rock pesado, os fãs pediram para que ela fizesse cover de um sucesso de Angra, “Carry On“.

Confira o que os internautas falaram para Pabllo Vittar:

Ouça a música ‘Carry On‘ do Angra:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio