naiara azevedo
A cantora paranaense sertaneja Naiara Azevedo (FOTO: Reprodução)

A dupla sertaneja João Bosco & Vinícius divulgou no último dia primeiro de abril, uma versão duma canção chamada “Onde Não Tinha Espaço”, mas não podiam contar com uma surpresa pra lá de desagradável. Um dia depois do lançamento, a cantora Naiara Azevedo lançou exatamente a mesma música.

De acordo com o colunista da UOL, Leo Dias, os músicos da dupla sertaneja João Bosco & Vinícius afirmaram num comunicado que possuem exclusividade da música até o mês de julho deste ano e também aproveitaram para mandar uma recado para a cantora:“Honestidade e o respeito vem sempre em primeiro lugar.”

Os cantores afirmaram ao jornalista que ao longo dos seus 26 anos de carreira nunca chegaram a gravar nenhuma faixa sem que elas fossem devidamente autorizadas, liberadas e exclusivas.

Vale ressaltar que a dupla já tinha anunciado anteriormente que lançaria uma nova versão da música, e Naiara apareceu de surpresa e divulgou a sua versão da música no seu canal oficial do youtube. De acordo com Leo Dias, Naiara chegou a ser procurada para apresentar sua justificativa, porém ela e sua equipe ainda não se manifestaram.

Naiara Azevedo se defende das acusações de plágio em parceria com Dilsinho: “Não roubei”

Em outubro de 2019, a cantora paranaense passou a ser criticada por internautas quando foram publicadas algumas imagens das gravações de um clipe da artista em colaboração com o cantor Dilsinho.

Os ataques virtuais nas redes sociais, também se direcionavam ao pagodeiro e traziam acusações de que a dupla teria roubado a canção ‘Manda Áudio’ do grupo brasilense Di Propósito. Até os músicos de Brasília e o produtor musical do arranjo da faixa, demonstraram surpresa com o fato e fizeram críticas à Naiara sobre o suposto plágio.

Após a grande repercussão do caso, Naiara Azevedo publicou um vídeo no Instagram, declarando que obteve os direitos da música de maneira legal junto aos compositores da canção. “A música não é de composição do grupo de pagode. Tem outros compositores. Eu não roubei a música de ninguém. Paguei a música, comprei a exclusividade dela, todos os direitos dela e fui para o estúdio gravar com o playback que recebi dos compositores“, revelou.

VEJA TAMBÉM: Simaria surge usando máscara contra coronavírus e levanta polêmica

A cantora paranaense também contou que sabia que a faixa já tinha sido gravada anteriormente mas que nunca ouviu a versão do grupo brasiliense Di Propósito. “Eu só havia ouvido a versão dos compositores. Recebi uma guia, um playback, com a música dos compositores. Gostei da música e decidi que ia gravar. Não copiei arranjo, até porque não toco instrumento nenhum.”, declarou justificando ainda que a canção ainda não foi lançada, nem está finalizada. “Nem a voz que eu gravei na música é a que vai para a mixagem”, acrescentou.

Naiara assegurou que procura agir de maneira ética em sua carreira. “Jamais faria algo para passar por cima, para atrapalhar o trabalho de alguém ou faria algo irregular na minha carreira, porque é o que eu amo fazer e faço com muito respeito a mim, pelas pessoas que trabalham comigo e pelos meus fãs.”, declarou, a cantora que lamentou a posição do grupo Di Propósito.

“Não os conhecia, mas acabei, por causa dessa polêmica, me inteirando sobre o trabalho deles. É um grupo maravilhoso. Tem músicas lindas, cantam demais, mas sinto muito por eles terem se antecipado e se posicionado da forma que se posicionaram a respeito dessa música. Eles foram um pouco afoitos, eles sabem que não existe nada de errado, de irregular“, concluiu.