Naldo
O cantor carioca Naldo (FOTO: Reprodução)

O cantor Naldo cedeu uma entrevista ao Extra, onde disse que ele foi o pioneiro em trazer o funk para o “hype” e conquistar cachê de 200 mil reais, além de trazer o respeito para o ritmo.

Quando perguntado sobre seu novo single de trabalho “A letra é meio uma continuação da música ‘Breezy’. É autobiográfica. Cito que em 2010 eu já tava ralando. Em 2012, eu gravei com Fat Joe. Cito que cheguei primeiro. Que o hype pro funk eu fiz chegar, eu fiz acontecer”, afirmou.

O artista continuou: “Em 2010, não existia Anitta, Ludmilla. Ninguém tinha feito um DVD com banda, com dançarino, com a estrutura que eu busquei. Fazer com que os cachês chegassem no mesmo nível da Ivete (Sangalo), cachês de R$ 200 mil, que eu consegui, cachês altíssimos, campanhas publicitárias. Eu cheguei nessa cena de trazer o funk pro hype. De apresentar programa na Globo”, declarou.

VEJA TAMBÉM: Carlinhos Maia revela que Luísa Sonza não tratava Whindersson bem

Ainda segundo Naldo, “criou-se uma onda do funk pop”. “Eu fui fazendo as pessoas respeitarem. É isso que digo na música. Na letra eu digo ‘eu chego nessa p**** primeiro!”, disse.