Nas Maldivas, Ludmilla revela medo de ser deportada: “Bruna fica me beijando”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No começo desta semana, Ludmilla e sua esposa Brunna Gonçalves chegaram nas Maldivas para curtir um pouquinho a vida.

A diária para duas pessoas no hotel escolhido pelas musas varia de R$ 2,6 mil até R$ 80 mil, dependendo do quarto escolhido.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O problema é que, segundo o UOL, nas Maldivas a lei que predomina é a sharia islâmica, que pune os homossexuais declarados com prisão que pode ser até perpétua.

Nos hotéis internacionais e dentro de suas privacidades, tudo bem as pessoas se expressarem da forma que se sentem, porém, nas ruas, pela própria segurança, a identidade deve ser preservada.

VEJA TAMBÉM: Larissa Manoela se manifesta sobre cadela doada: “Ela não se acostumou”

Pensando nisso, Ludmilla chegou a gravar um vídeo nos stories ‘reclamando’ que sua esposa não parava de lhe beijar enquanto elas estavam em um karaokê: “A gente vai ser deportada por causa da Bruna. Fica me beijando aqui“.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio