nego do borel
O funkeiro Nego do Borel (FOTO: Reprodução)

O funkeiro Nego do Borel optou por adiar a gravação de um DVD que aconteceria no dia 29 de janeiro, no Rio de Janeiro, depois de ser alvo de críticas por um comentário transfóbico em conversa com Luisa Marilac.

Em respeito a todas as pessoas que eu feri da comunidade LGBTQI+ e aos meus amigos que eu convidei para gravar o DVD, eu sentei com minha equipe e tomei a decisão de gravar meu DVD em outro momento. Porque acho que agora não vai ser um momento de comemoração, vai ser um momento de reflexão”, afirmou num vídeo no Instagram nesta quarta-feira (dia 23).

“Nos últimos dias, eu venho tentando aprender e entendendo o significado de tudo que está acontecendo. Dia 29 de janeiro, dia do meu DVD, é o dia da visibilidade trans” explicou o cantor carioca.

VEJA TAMBÉM: Lady Gaga entra pra história com indicação dupla ao Oscar

“O que eu fiz não foi certo”, assumiu Nego do Borel “Quero pedir a toda a galera que me segue para aprender e entender a comunidade para não ferir ninguém igual o que aconteceu. Porque todo mundo merece amor e respeito”, disse.

A gravadora Sony Music publicou um comunicado em que “se solidariza com todos que têm sofrido algum tipo de constrangimento e discriminação e reafirma o compromisso com a promoção de igualdade de gênero, sexual, étnico-racial e religiosa, repudiando toda e qualquer manifestação de preconceito com todos os grupos sociais historicamente discriminados nesse país.”

Anitta se explica após suposto apoio a Nego do Borel em caso de transfobia

Mesmo com o fim das eleições e a vitória de Jair Bolsonaro, o clima político no país ainda permanece. Neste fim de semana, Anitta, que foi alvo de grande discussão durante o período eleitoral, resolveu tirar uma foto com uma amiga, que abertamente declara apoio ao presidente eleito. O clique, porém, acabou rendendo diversas críticas nas redes sociais.

Fãs da cantora não aprovaram o registro dela com sua amiga de infância. Com isso, muitos se organizaram e passaram a fazer um mutirão virtual no Instagram de Madonna. O objetivo dos internautas é fazer com que a artista norte-americana cancele sua parceria musical com Anitta.

Nos comentários das últimas publicações da cantora, fãs de Anitta afirmam que ela apoia políticos ‘homofóbicos’. Vale lembrar que Madonna foi uma das celebridades a destacar apoio ao movimento #EleNão no ano passado. A campanha tinha como intenção influenciar os eleitores brasileiros a não votarem em Bolsonaro nas eleições 2018 do Brasil.

“Anitta apoia Bolsonaro, Anitta apoia artistas transfóbicos e homofóbicos. Não liberte nada com os seus… pelo amor de Deus”, comentou uma internauta inicialmente. “Madonna faz parceria com a Pabllo Vittar. Não Anitta!”, exclamou outra em seguida. “Cancela Anitta, ela é uma pink money”.

VEJA TAMBÉM: Integrantes do Rouge dançam ao nascer do Sol no clipe de “Solo Tu”

Já na noite deste domingo (dia 20), Anitta recebeu Nego do Borel no ensaio do Bloco das Poderosas, no Rio de Janeiro. O público não aprovou o fato da cantora ter convidado o funkeiro, que semana passada se envolveu em polêmica por transfobia. O músico foi recebido com fortes vaias no evento. Nas redes sociais, o músico reconheceu erro e pediu desculpas a Luisa. Através de postagens no seu instagram, Anitta fez uma série de vídeos onde se explica pela situação.

Nas declarações, Anitta garante que não tinha conhecimento do caso de transfobia recente envolvendo Nego do Borel. O músico, na ocasião, fez questão de tratar no masculino a travesti Luisa Marilac no Instagram, zombando. “Eu realmente não tinha noção das coisas como estavam. Não vi comentário. Mas, enfim, real, do fundo do coração, na inocência, como qualquer outra situação da minha vida, eu falei ‘óbvio, vem cá, vamo lá. Quando todo mundo começou a vaiar, eu perguntei para minha equipe, no meu fone, o que estava acontecendo. Uma pessoa da minha assessoria veio e me explicou”, disse a artista, “eu só me senti no desejo de fazer aquilo parar, como eu gostaria que tivessem feito comigo um dia”.