nick carter
O cantor Nick Carter (FOTO: Divulgação)

O cantor Aaron Carter segue no centro de um escândalo familiar ao lado de seu irmão Nick Carter, dos Backstreet Boys. O músico disse ao site TMZ que vendeu suas armas e aceitou fazer um tratamento psiquiátrico.

Aaron possuía uma reduzida coleção de armas – que incluía dois rifles, uma pistola e uma espingarda. “Vendi tudo ontem”, afirmou, mostrando os comprovantes ao fotógrafo. Esta foi a maneira que Aaron encontrou de reagir à acusação de ameaça de assassinato feita por Nick recentemente. O membro dos Backstreetboys disse que o irmão queria matar sua esposa grávida.

“Não quero ver minha família. Meu irmão entrou com uma ordem de restrição contra mim após eu supostamente ameaçar ‘matar sua esposa grávida’”, reclamou Aaron Carter com o paparazzo.

VEJA TAMBÉM: Anitta manda indireta para quem queria “acabar com sua carreira”

Agora, Aaron Carter usou o Instagram nesta semana para acusar Nick Carter de estuprar uma senhora de 91 anos. “Hey FBI, meu irmão estuprou Mildred e me contou em segredo, em sua caminhonete, que ela tinha 91 anos, e meu irmão me disse que cobriu a boca dela para que ninguém pudesse ouvi-la gritar. Coloque-me em um polígrafo, por favor. Minha mãe sabe… ela está cuidando de duas mulheres idosas que estavam no hospício, Mildred e Opal. O que vocês vão fazer sobre isso? Nada? Estou relatando uma violação de Nick em mulheres idosas. Ele as estuprou. Coloque Nick em uma máquina de polígrafo, por favor”, disparou

“Nós amamos nosso irmão e de verdade esperamos que ele tenha o tratamento que precisa antes que machuque a si mesmo ou alguém”, chegou a escrever Nick Carter ao ser anunciada a ordem de restrição contra o próprio irmão.

Nick Carter, vale lembrar, já enfrentou uma acusação pública de estupro por uma fã. As investigações a respeito do caso, não tiveram prosseguimento pois, o crime já teria prescrito.