Vanusa
A cantora paulista Vanusa (FOTO: Reprodução)

Neste domingo (08), Vanusa – um dos maiores ícones da música brasileira – nos deixou após uma longa luta e diversos problemas pessoais e clínicos.

Em homenagem à cantora, Nilson Xavier do site TV História fez um artigo sobre a importância da cantora para a teledramaturgia brasileira.

O colunista afirma que na segunda metade da década de 1970, a artista esteve mais associada a novelas e emplacou seis canções em trilhas da Globo.

Para o livro ‘Teletema, a História da Música Popular Através da Teledramaturgia Brasileira‘, Vanusa disse: “Meu empresário levou Belchior na nossa casa, na Serra da Cantareira, para mostrar as músicas dele“.

Logo que ouvi ‘Paralelas’, me encantei. Lembro que o Antônio Marcos [então seu marido] não gostou, mas, quando saiu o LP e entrou na novela, foi maravilhoso. Foi ao ar numa sexta-feira e na segunda já estava estourando em vendas e nas rádios“, disse.

VEJA TAMBÉM: Xuxa desabafa sobre julgamentos: “Puta, loira burra, despreparada”

Nilson ainda destaca outras músicas, como  “Amigos Novos e Antigos” em Anjo Mau; “Estado de Fotografia” em O Astro; “Desencontro” em Te Contei?; “Você Vai Gostar” em Cabocla; e “Meu Nome é Noite Vadia” em Os Gigantes.

Ela também fez participações atuando, nas novelas Marron-Glacé e O Amor é Nosso. Porém, a maior associação de Vanusa ao universo das telenovelas aconteceu fora da Globo!

Em 1977, Vanusa atuou na novela da TV Tupi, Cinderela 77, ao lado de Ronnie Von, fazendo os papeis de Cinderella e do Príncipe Encantado.

FOTO: Reprodução/TV História