Nota de esclarecimento – O Observatório de Música não tem nenhuma relação com a “Máfia do Selo Azul”

Publicado em 7/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O colunista Léo Dias publicou nesta terça-feira (06), em sua coluna no portal Metrópole uma matéria sobre a “Máfia do Selo Azul”. Um grupo de ‘picaretas’ que usa o nome de sites honestos e de credibilidade para oferecer, de maneira indevida, o tão sonhado selo de verificação no Instagram.

O Observatório de Música, assim como os demais sites do Grupo Observatório e outro sites e portais da internet, são citados como veículos onde supostamente seria possível conseguir publicações pagas, com o objetivo de pleitear o selo de verificação no Instagram. Esses integrantes da máfia, se passam por representantes dos sites e divulgam supostos valores cobrados para a publicação de conteúdo pago, sem nenhuma autorização dos respectivos veículos. Portanto, se você for abordado com esse tipo de promessa, não aceite, não pague!

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Por isso, é importante esclarecer que o Observatório não tem nada a ver com essa máfia e em momento algum em toda sua história (6 anos) ofereceu esse tipo de serviço para conseguir selo azul. Trata-se de um golpe e também somos vítimas dessa máfia.

O Observatório é um veículo de informação que pratica o jornalismo profissional e não tem nenhuma relação com esses mafiosos. Condenamos qualquer prática ilegal, imoral, antiética e que não seja a forma oficial de se alcançar o êxito na busca pelo selo do Instagram.

Existem regras para se conseguir o selo e elas precisam ser cumpridas. Repudiamos qualquer forma contrária às políticas do Instagram e reafirmamos nosso compromisso com o trabalho profissional, honesto, ético e legal. 

Nosso departamento jurídico tomará as medidas cabíveis para coibir e punir quem está usando indevidamente e ilegalmente o nome do Observatório para práticas comerciais não autorizadas. Nos ajude a encontrar e processar esses golpistas. Se você foi abordado com esse tipo de proposta, denuncie no email juridico@grupoobservatorio.com.br sua identidade será mantida em sigilo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio