O dia em que cantor famoso expulsou Michael Jackson de sua casa

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Barry Gibb revelou que uma vez teve que “educadamente” pedir a Michael Jackson para deixar sua casa, porque ele “não sabia quem eram seus amigos“.

A estrela dos Bee Gees trabalhou com Jackson em 2002, logo após a invasão inicial do Iraque, com a dupla escrevendo uma canção em resposta ao conflito. No entanto, Gibb suspeitou que Jackson tinha segundas intenções enquanto colaborava.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ficamos sentados em minha sala por dias seguidos, apenas nos divertindo, sem realmente escrever canções”, lembrou Gibb ao The Guardian. “Nós criamos um, ‘All in My Name’, mas nunca levamos isso a sério. Acho que Michael estava apenas tentando escapar do ambiente legal em que estava preso, ele estava visitando pessoas que conhecia e com quem poderia se relacionar, porque não sabia quem eram seus amigos.

Michael e Barry (FOTO: Reprodução)

VEJA TAMBÉM: Simone, dupla de Simaria, revela detalhes sobre prisão: “Muito torturante”

Em 2002, Michael Jackson foi envolvido em polêmica como resultado de um documentário no qual ele confessou que às vezes compartilhava sua cama com um menino. Ele também estava envolvido em uma batalha com sua gravadora Sony na época.

Gibb lembrou que a presença de Jackson em sua casa logo se tornou um problema para ele e sua família.

Ele lembrou: “Ele passou a ficar o tempo todo em casa e eu tinha que me levantar de manhã; Sou 12 anos mais velho que ele, tive que levar meus filhos para a escola. Em algum momento, eu disse: ‘Michael, aonde quer que você vá, você tem que ir.’ Então, eu pedi educadamente a Michael Jackson para sair da minha casa porque eu não conseguia fazer mais nada.”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio