Freddie Mercury
O cantor zanzibense Farrokh Bulsara mais conhecido como Freddie Mercury (FOTO: Reprodução)

Jim Hutton, o parceiro irlandês do falecido ídolo pop Freddie Mercury, morreu no dia de Ano Novo de 2010 e foi enterrado em sua cidade natal, Carlow, na Irlanda.

Hutton viveu com Mercury, vocalista do Queen, nos últimos seis anos da vida do cantor pop, e estava presente ao lado do leito de morte quando o lendário cantor faleceu em Kensington, em Londres, no dia 24 de novembro de 1991. Mercury morreu de broncopneumonia causada pela AIDS depois de reconhecer publicamente que tinha a doença apenas um dia antes de sua morte.

Freddie Mercury e Jim Hutton: história de amor além da Aids - Só ...

Mercury deixou para seu parceiro £ 500.000, bem como um terreno em Rutland Terrace, Co. Carlow, onde Hutton construiu uma casa. A maior parte da vasta propriedade do cantor de rock foi para Mary Austin, sua ex-namorada de seis anos. O próprio Hutton testou positivo para AIDS em 1990, mas não contou a Mercury por cerca de um ano depois do diagnóstico. Após a morte de Mercury, em novembro de 1991, Jim afirmou ter ficado absolutamente sensibilizado. Pegou o dinheiro que havia herdado do companheiro e voltou para sua terra natal, na Irlanda, para construir uma casa própria.

VEJA TAMBÉM: Katy Perry diz que filha mostrou dedo do meio em ultrassom: “Essa é a minha garota”

No ano de 1994, três anos após a morte de Mercury, Hutton participou de uma entrevista no programa britânico The Big Breakfast e relembrou que tinha acabado de voltar duma viagem de família quando acabou recebendo a notícia trágica sobre o estado de saúde do músico.

liia loves alicia على تويتر: "Freddie Mercury wearing his wedding ...

“Quando eu voltei, ele explicou que tinha uma notícia importante para dar […] Como a reação de todo mundo, [a minha] foi ficar totalmente incrédulo”, revelou Hutton.

Hutton registrou algumas memórias e detalhes do relacionamento com o vocalista do Queen no livro Mercury and Me: An Intimate Memoir by the Man Freddie Loved.

Mercury And Me - Livros na Amazon Brasil- 9781526614506
(FOTO: Reprodução)

Na obra, ele resgata histórias do ano de 1990 quando também foi diagnosticado com Aids e que nos últimos momentos de vida do vocalista do Queen tentou se manter distraído para não pensar na doença que afetava ambos. “Eu continuei meu trabalho normalmente para me manter ocupado. Eu não queria enlouquecer por pensar nisso o tempo todo.”

Freddie Mercury e Jim Hutton: história de amor além da Aids - Só ...

E completou: “Foi realmente torturante […] Eu nunca realmente aceitei de verdade, até as duas últimas semanas, quando ele estava morrendo”.

Music | Freddie Mercury: Queen star's boyfriend Jim Hutton on what ...

Hutton, um irlandês bonito e carismático que também trabalhou como cabeleireiro do cantor do Queen, morreu em 1 de janeiro de 2010, depois de uma longa batalha contra o câncer, apenas três dias antes de seu aniversário de 61 anos.

As últimas fotos de Freddie Mercury antes da morte

Em maio, uma das páginas dedicadas ao lendário vocalista do Queen, Freddie Mercury, compartilhou algumas fotos super raras do astro através de sua conta no Instagram. Como você pode ver nas fotos abaixo, esses registros foram feitos pelo falecido namorado de Freddie, Jim Hutton, no Garden Lodge, em 28 de agosto de 1991.

A dupla parecia estar tendo um ótimo dia juntos no quintal do hotel. Na legenda da foto, a página do Instagram chamada ‘Mercury My Love’, compartilhou uma entrevista pouquíssima conhecida de Jim Hutton, onde o namorado do cantor fala justamente sobre os bastidores das fotos.

“Naquele verão, Freddie posou para uma câmera pela última vez – a minha. Aconteceu assim. Eu estava no jardim fotografando algumas das flores que desabrochavam e Freddie caminhou em minha direção. Eu mudei a lente – ele queria voltar um pouco para que não fosse um close. Então ele posou enquanto eu tirava quatro fotos, e ele conseguiu sorrir para cada uma. Ele estava tão pálido e abatido que sabia que não aparentava o seu melhor, mas isso não importava muito; de todas as fotos que tenho de Freddie, essas são as que mais amo”.