A legendária banda britânica The Beatles (FOTO: Reprodução)

O ex-integrante dos Beatles, Ringo Starr, comentou sobre o momento em que descobriu que John Lennon havia sido assassinado.

Por volta das 17h do dia 8 de dezembro de 1980, Lennon assinou uma cópia de seu álbum Double Fantasy para o fã Mark David Chapman do lado de fora de sua casa em Manhattan enquanto se dirigia ao estúdio de gravação. Mais tarde naquele dia, depois de voltar para casa da sessão às 22h50, Chapman atirou em Lennon quatro vezes pelas costas. O músico foi declarado morto apenas dez minutos depois. 

No dia seguinte, com o mundo em estado de choque, Ono divulgou uma declaração dizendo: “Não há funeral para John”, antes de prosseguir com: “John amou e orou pela raça humana. Por favor, faça o mesmo por ele.” 

Neste momento, há quilômetros de distância nas Bahamas, um dos amigos mais antigos e queridos de Lennon, Ringo Starr, descobriu sobre a morte do vocalista por meio de uma ligação de seu enteado. “Quando John se foi, eu estava nas Bahamas. Eu recebia um telefonema dos meus enteados de Los Angeles dizendo: ‘Algo aconteceu com John’. E então eles ligaram e disseram: ‘John está morto’. E eu não sabia o que fazer “, explicou o baterista dos Beatles em uma entrevista para Rolling Stone.

(Foto:  Eric Koch / Anefo)

VEJA TAMBÉM: Vídeos sensuais de Anitta são publicados em site pornô

E ainda não estou convencido de que algum bastardo atirou nele. Mas eu apenas disse: ‘Temos que pegar um avião’. Nós fomos direto para o apartamento de Lennon para encontrar sua esposa. “O que podemos fazer?” E Yoko apenas disse: “Bem, você brinca com Sean. Mantenha Sean ocupado ‘. E foi o que fizemos. É isso que você pensa: ‘O que você faz agora?’ ”, Acrescentou Starr. 

“Jack Douglas, o produtor, trouxe uma faixa de John para mim ‘Grow Old With Me’, das demos de Lennon em 1980. Eu nunca havia ouvido isso. Então ele ainda está na minha vida. E assim está no novo álbum. Mas por que ele me deu esse CD é porque no começo, John diz: ‘Oh, isso seria ótimo para Richard Starkey’.

Eu me levanto toda vez que penso nisso – ele está falando de mim. Ele diz [imita Lennon]: “Ei, Ringo, isso seria ótimo para você”. E eu não posso me ajudar. [Ele engasga.] Estou emocionado agora pensando nele há 40 anos falando sobre mim em sua fita e pensando em mim. Nós quatro éramos grandes amigos. E estava longe. Enfim, eu não sabia como agir. E então voltei para Los Angeles, e sofri, e é claro que você sempre passa pelo sofrimento.

Confira a canção que John Lennon deixou para o baterista dos Beatles: