O último desejo de Freddie Mercury antes da morte foi uma prova de amor

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em 24 de novembro de 1991, aos 45 anos, o vocalista do Queen, Freddie Mercury, morreu em Londres. A causa de sua morte foi pneumonia brônquica; agravado pela AIDS. Exatamente um dia antes, em 23 de novembro daquele ano, ele havia declarado publicamente que estava infectado com o vírus.

Sua figura, sua voz, seu histrionismo e seu trabalho o tornavam uma lenda; mesmo muito antes de sua morte. E 29 anos depois dessa data triste, lembramos a mulher que -literalmente- foi o “amor de sua vida”

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Como namoro oficial, Freddie e Mary foram um casal por apenas 6 anos. Depois que o cantor reconheceu que ele era homossexual, o relacionamento formal chegou ao fim. Mas o amor incondicional permaneceu por toda a vida. Tanto que Mary era a única que poderia ficar na frente de Mercury para lhe dar ordens. E Austin foi a primeira pessoa a saber que o cantor tinha HIV.

VEJA TAMBÉM: Ex de Biel culpa mãe do cantor por seu comportamento: “Sinto pelo que sua mãe fez com você com apenas 13 anos”

Seu último pedido antes de morrer foi para que fosse enterrado em algum lugar que apenas ela soubesse: “Ninguém jamais saberá onde estão enterrados porque esse foi o desejo dele“, declarou o amor da vida de Freddie Mercury.

(FOTO: Reprodução)
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio