Olivia Rodrigo desabafa sobre a fama: “É como se não pudesse errar”

Cantora de 18 anos é capa da nova edição da Teen Vogue

Publicado em 05/10/2021 19:21
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Olivia Rodrigo abriu o coração e falou sobre o preço da fama precoce. Com apenas 18 anos, a cantora emplacou inúmeros hits e se tornou um verdadeiro fenômeno da música pop.

Não é fácil viver sob os holofotes e Olivia sente como se não pudesse cometer erros por ser uma pessoa pública. “Isso é algo que sempre me deixou confusa enquanto crescia. Quando você está nessa indústria, você é tratada como criança mas esperam que aja como adulta. É um pensamento realmente aterrorizante: é como se não pudesse errar, mas é errando que acho que você cresce como pessoa”, disse ela em entrevista à Teen Vogue.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Não sou diferente de nenhuma outra pessoa de 18 anos por aí. Definitivamente vou cometer erros na vida e provavelmente na carreira também. Isso é a vida”, pontuou a estrela.

Descendente de filipinos, Olivia entende que é símbolo de representatividade. “Eu às vezes recebo DMs de garotinhas falando ‘nunca vi alguém como eu em sua posição’. Eu literalmente começo a chorar. Só de pensar nisso. Eu sinto que cresci sem ver isso. Sempre foi: ‘pop star’ – uma garota branca”.

(Foto: Reprodução)

Na entrevista, Olivia Rodrigo também falou pela primeira vez sobre a polêmica envolvendo Hayley Williams e Josh Farro. A cantora teve que creditar os músicos na composição do hit ‘good 4 u’ por conta de uma interpolação de “Misey Business”, do Paramore. Muitos internautas acusaram a artista de plágio, mas não é o caso.

“Acho decepcionante ver as pessoas tirarem as coisas de contexto e descredibilizarem o trabalho de qualquer mulher jovem. Mas, no fim do dia, tenho orgulho e fico feliz de dizer que meu trabalho é ser uma compositora… Toda música é inspirada em outra. Obviamente, escrevo minhas letras do fundo do meu coração, sobre minha vida primeiro. Eu tive a ideia da letra e da melodia de ‘good 4 u’ em uma manhã, no chuveiro”, destacou.

Ela defendeu que é normal se inspirar em outros trabalhos: “O bonito na música é que ela pode ser inspirada em músicas do passado. Todo artista se inspira em artistas que vieram antes. É divertido, é um processo bonito de compartilhamento. Nada na música é novo. Existem quatro acordes em todas as músicas. Isso é o divertido: tentar fazer o seu próprio”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio