Olivia Rodrigo iguala recorde de Taylor Swift na Billboard 200

Publicado em 12/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ninguém segura a Olivia Rodrigo! A cantora de 18 anos segue conquistando ótimos números com “SOUR“, seu álbum de estreia. Nesta semana, o disco retornou ao primeiro lugar da Billboard 200, parada de álbuns mais importante dos EUA. Com isso, ela igualou um feito de seu maior ídolo: Taylor Swift.

Agora, Olivia se igualou à Taylor, sendo as únicas duas mulheres de 2021 a emplacarem um álbum por três ou mais semanas no topo da Billboard 200. Swift conquistou o feito com o disco “evermore”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Olivia Rodrigo e Taylor Swift têm música juntas

Olivia Rodrigo é uma grande fã de Taylor Swift, e isso não é segredo para ninguém. Bom, agora as duas têm uma colaboração. Calma, infelizmente ainda não temos vocais das duas juntas, contudo, agora, Taylor foi creditada como compositora no hit “Deja Vu”, da cantora de 18 anos.

Foto: Spotify

Segundo a Rolling Stone, “Deja Vu” teve “Cruel Summer“, da loira, como sua principal inspiração. Isso nunca foi negado pela artista de 18 anos, foi ai que ela achou que seria justo colocar Taylor nos créditos, assim com os outros colaboradores, Jack Antonoff e St. Vincent.

Embora elas nunca tenham colaborado realmente, os trabalhos estão muito ligados. Você pode ouvir as duas faixas abaixo:

Olivia Rodrigo e Taylor Swift estão na lista de melhores álbuns de 2021

A revista Variety elegeu os melhores álbuns lançados em 2021 até agora, e entre eles, Olivia Rodrigo ganhou destaque com seu álbum de estreia, “Sour“, e claro, Taylor Swift, com a regravação de seu segundo álbum de estúdio “Fearless (Taylor’s Version)”

Os críticos musicais da revista estadunidense, Chris Willman e Jem Aswad, selecionaram 21 projetos musicais que abrangem diversos estilos musicais, nessa lista realizada por uma dos principais veículos especializados em entretenimento, o estilo varia entre rock ao rap.

No gênero musical pop, o grande destaque foi Olivia, com o tão aclamado “Sour“, a revista ainda ressalta que grandes nomes da indústria musical seguraram seus lançamentos devido a pandemia causada pelo coranavírus, porém, outros artistas como Olivia, aproveitaram esse momento para apostar em lançamentos.

Ao comentar sobre o álbum de Olivia, Chris Willman relembra o apogeu de Billie Eillish. Ele disse que essa comparação gira em torno de uma questão. “Se ela é tão forte assim em sua primeira aposta, como ela estará aos 30?”, disse. Mas ele ainda ressalta que o sucesso do álbum, é sobre o quão adolescente ele é.

“A glória, porém, de “Sour” é o quão adolescente ele é. Talvez nem seja preciso dizer isso para uma cantora e compositora que tinha 17 anos quando fez este álbum, mas muitos cantores adolescentes estão com pressa para estabelecer sua maturidade, então é uma coisa feliz informar que Rodrigo desiste de atuar na idade dela. Vários pontos ao longo de “Sour”, fornecem as melhores lamentações-infelizes-juvenis ala “Summertime Blues” de Eddie Cochran”, disse.

(FOTO: Reprodução POPline)

Em 21ª lugar, está Taylor Swift, que marca presença na lista especial com a regravação de seu álbum, agora intitulado “Fearless (Taylor’s Version)”.

“Não há prêmio de “melhor atriz” no Grammy, mas talvez devesse haver no próximo ano. E o Grammy iria para … Swift, por interpretar de forma tão persuasiva sua personalidade de 18 anos em ‘Fearless (Taylor’s Version)’, sua recriação para lá de meticulosa da gravação de 2008 que lhe rendeu o seu primeiro troféu de ‘Álbum do Ano’ (…)“, disse.

“A façanha, aqui, é realmente a recriação: é autoconhecimento em uma escala tão grande quanto qualquer álbum “confessional” mais orgânico. E é um ato doce e engraçado de metamorfose que o desafia a tentar argumentar que constitui uma ‘falsa sinceridade’”, finalizou.

(FOTO: Reprodução POPline)

VEJA MAIS: RICA! Luísa Sonza revela que novo clipe custou R$ 1 milhão

Confira a lista completa realizada pela revista Variety.

1. Sault, com “Nine”
2. Allison Russell, com “Outside Child”
3. Arlo Parks, com “Collapsed in Sunbeams”
4. Olivia Rodrigo, com “Sour”
5. Tyler, the Creator, com “Call Me If You Get Lost”
6. Liz Phair, com “Soberish”
7. Mdou Moctar, com “Afrique Victime”
8. St. Vincent, com “Daddy’s Home”
9. Julien Baker, com “Little Oblivions/ Lucy Dacus, “Home Video”
10.Girl in Red, com “If I Could Make It Go Quiet”
11.Wolf Alice, com “Blue Weekend”
12.Topaz Jones, com “Don’t Go Tellin’ Your Momma”
13.Matt Sweeney & Bonnie, com “Prince” Billy, “Superwolves”
14.Dry Cleaning, com “New Long Leg”
15.Altin Gun, com “Yol”
16.Madlib, com “Sound Ancestors”
17.Amythyst Kiah, com “Wary + Strange”’
18.Joy Oladokun, com “In Defense of My Own Happiness”
19.Lake Street Dive, com “Obviously”
20.Mandy Barnett, com “Every Star Above”
21.Taylor Swift, com “Fearless (Taylor’s Version)”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio