Os segredos das últimas fotos de Freddie Mercury antes da morte

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

As últimas fotos de Freddie Mercury mostram a estrela do Queen sorrindo e em paz, em casa, no seu jardim com seus gatos e seu parceiro. É a maneira perfeita de lembrar do cantor, rodeado de amor. E essas fotografias, contêm duas mensagens ocultas que os fãs vão entender.

Além de ter sido um artista cheio de vida, seus companheiros do Queen e amigos próximos, como Mary Austin enfatizaram como os últimos meses de Freddie foram cheios de amor. Por isso, é adequado que ele seja lembrado em paz, em seu amado jardim, nas últimas fotos dele.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A última vez que Freddie Mercury foi visto oficialmente em público foi no BRIT Awards de 1990.

VEJA MAIS: Site expõe dossiê sobre supostas traições de Nego do Borel; confira!

Os espectadores ficaram extremamente angustiados com o quão frágil o ídolo parecia. E a partir disso, não houve como esconder que a estrela estava gravemente doente.

No ano seguinte, poucos meses antes de morrer, Freddie reuniu suas forças e posou para uma bela série de fotos. Ainda mais comovente, o fotógrafo, o namorado do cantor, Jim Hutton, não tinha ideia de que isso iria acontecer.

Jim descreveu a cena em sua autobiografia, “Freddie And Me”.

De repente, o cantor apareceu. Elegantemente vestido e arrumado, com um de seus amados gatos ao lado. Mesmo ciente de como sua aparência havia sido afetada pela doença, ele pediu para ser fotografado a uma pequena distância.

Naquele verão, Freddie posou para uma câmera pela última vez – a minha. Aconteceu assim. Eu estava no jardim fotografando algumas das flores em plena floração e Freddie caminhou em minha direção“, foi o que Jim escreveu.

(FOTO: Reprodução)

“Eu apontei a lente – ele queria recuar um pouco, então não era um close-up. Então ele posou enquanto eu tirava quatro fotos e ele conseguiu sorrir para cada uma”, contou o fotógrafo. “Ele estava tão pálido e abatido que sabia que não estava no seu melhor, mas não importava nem um pouco; de todas as fotos que tenho de Freddie, essas são as que mais amo”, Jim escreveu.

As fotos foram tiradas em 28 de agosto de 1991, três meses antes de Freddie Mercury falecer.

As mensagens, são primeiramente pela roupa. A camisa e as calças elegantes eram claramente um esforço muito especial que Freddie fez para si mesmo e para Jim, já que segundo seus amigos o cantor ficava de roupas casuais e agasalhado em casa.

E a segunda, é a presença do gato. Afinal o amor do músico pelos gatos era imenso, durante turnês ele ligava para casa e quando estava em casa, estava sempre próximo deles. Então, ter a presença dele em sua última foto, é profundamente comovente. E como deveria ser.

Freddie e Jim, juntos.

(FOTO: Reprodução)
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio