pv
A cantora maranhense Pabllo Vittar (FOTO: Reprodução)

Pabllo Vittar segue como uma das cantoras mais populares da indústria musical brasileira, principalmente entre o público LGBT. A parceria “Parabéns” com Psirico, lançada no mês de outubro, integra a primeira parte do álbum 111 da drag e se tornou um verdadeiro hit, já tendo ultrapassado 50 milhões de visualizações.

E mesmo com a música se tornando uma das grandes apostas para o Carnaval 2020, o Youtube acabou restringindo a idade dos espectadores do clipe da canção para pessoas maiores de 18 anos. A plataforma de vídeos alega que tal medida ocorreu após uma denúncia do CONAR por causa da drag queen segurar uma garrafa de vodca no vídeo.

Através dos Stories do Instagram, Pabllo Vittar comentou sobre o assunto, e afirmou que não vê sentido em tal atitude, pois existem mutos vídeos que possuem conteúdo ainda mais apelativo que não receberam a mesma censura. Durante o desabafo da cantora, muitos fãs da drag passaram a publicar vídeos com a hashtag #ParabénsChallenge em apoio ao discurso da artista.

VEJA TAMBÉM: Irmã gêmea? Garota idêntica à Anitta viraliza na web e ganha milhares de seguidores

Recebemos uma restrição de idade no clipe de Parabéns porque eu estou segurando um copo de vodca, sendo que já havia uma mensagem escrito beba com moderação. Mas mesmo assim quiseram restringir pra maiores de idade o meu clipe, que eu tanto trabalhei, que dei duro por dias para fazer esse projeto. E a gente sabe também que tem vários videoclipes muito mais nocivos, muito mais explícitos no YouTube, e não são restritos, banidos, nem sequer são lembrados. Mas atacam a drag queen a torto e a direito, não vamos deixar isso acontecer”, declarou Pabllo, antes de explicar que tentará fazer de tudo para contornar a situação e pedir aos fãs que continuem assistindo ao vídeo.

Através do Twitter, a cantora reforçou ter recebido uma ação injustiça da plataforma. “Não tem nada no clipe de parabéns que que não tenha na maioria dos outros clipes isso é tão injusto quer por restrições coloque em todos os outros então mas que saco! Continuem assistindo o clipe no YouTube e nas plataformas vittarlovers”.

VEJA TAMBÉM: Gusttavo Lima bebe demais e revela que passa horas “chupando periquita” da esposa

O CONAR, que atua a partir de denúncias feitas por pessoas comuns, tinha pedido pelas devidas mudanças no clipe de “Parabéns” em dezembro, através de notificação, entendendo que o vídeo se configura como propaganda publicitária. Procurado pelo UOL para detalhar os motivos do pedido, o órgão não respondeu até o momento de publicação desta matéria.