pabllo vittar
A cantora maranhense Pabllo Vittar (FOTO: Reprodução)

O jornalista Nelson Rubens não aprovou Pabllo Vittar no famoso quadro “Para Quem Você Tira o Chapéu” do “Programa Raul Gil”, deste sábado (dia 15). A recusa do apresentador ocorreu por causa de uma fake news envolvendo o nome da cantora.

Não tiro por causa de algumas declarações que ele deu. Ele se arrependeu e mudou de ideia. Ele falou: ‘Se Bolsonaro for eleito presidente, eu vou sair do Brasil”, afirmou.

VEJA TAMBÉM: Cardi B teria recusado se apresentar com Maroon 5 no intervalo do Super Bowl

Nelson se referia a uma mensagem supostamente feita no Twitter por Pabllo na qual ela dizia que deixaria o país caso Bolsonaro vencesse às eleições. Apesar da cantora desmentir em algumas ocasiões a veracidade da declaração e confirmar se tratar duma informação não-verdadeira, o apresentador do TV Fama alega que tudo foi real e que na realidade a artista se “arrependeu”.

“A gente brinca, mas é verdade. Ainda bem que ele se arrependeu, porque é um brasileiro que está bombando. Vai tentar uma carreira internacional. Eu não tiro por causa disso. Você não pode querer se adiantar”, completou.

Assista:

FAKE NEWS! Pabllo Vittar afirma que não deixará o país caso Bolsonaro se torne presidente

Pabllo Vittar divulgou nesta quinta-feira (dia 4), às 21h, o seu segundo álbum em estúdio intitulado “Não Para Não”, que traz uma imersão da cantora em ritmos genuinamente brasileiros. “É um álbum bem transparente, sou eu em cada vírgula” afirmou Pabllo sobre o novo disco.

Com 23 anos, a jovem drag queen cresceu ouvindo forró e arrocha no Maranhão e depois quando viveu no Pará passou a ouvir outros ritmos como carimbó, cumbia e tecnobrega. Confira abaixo:

Recentemente, a cantora também foi notícia, ao romper um contrato que tinha com uma marca de sapatos cujo proprietário é apoiador do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), candidato conhecido por declarações homofóbicas, misóginas e racistas.

VEJA TAMBÉM: “Se Deus quiser não vai acontecer” afirma IZA sobre Bolsonaro como presidente

“Uma pessoa apoia alguém que vai contra a minha história, minha vivência, por que eu vou usar o produto dessa pessoa? Não tem nexo, tenho que estar com as pessoas que são por mim.” Sobre os cidadãos LGBTs que declaram o voto no candidato do PSL, Pabllo sugeriu não conseguir entender tal ideia. “Mano, não sei o que passa na cabeça, já vi algumas pessoas e o que elas falam não tem nada a ver, é uma pessoa que vai contra toda a vivência. E não só da LGBTQIA+, contra as mulheres, as crianças, contra tudo, mano.”

Numa entrevista ao UOL, nesta terça-feira (dia 2), Pabllo Vittar comentou uma imagem que circula nas redes sociais que trazia a afirmação de que ela deixaria o país caso Bolsonaro ganhe a eleição. “Primeiramente eu não gosto nem de pensar na possibilidade de um candidato como esse ganhar, segundamente eu jamais iria deixar meu país” afirmou a cantora deixando claro portanto, que tal informação se trata de fake news.