Amy-Winehouse
A cantora britânica Amy Winehouse (FOTO: Reprodução)

A vida de Amy Winehouse poderá ser transformada em uma cinebiografia assim como os sucessos recentes Bohemian Rhapsody e Rocket Man. Quem revela a novidade é o pai da falecida cantora. Mitch Winehouse, de 69 anos, contando que espera transformar a estelar e trágica história de sua filha num sucesso de bilheteria.

O taxista de Londres diz que está trabalhando no desenvolvimento de um filme que espera estar pronto a tempo de chegar aos cinemas já no próximo ano. Mitch, vale lembrar, foi retratado de maneira negativa no documentário vencedor do Oscar de 2015, Amy, que contou a história dos triunfos na carreira da cantora britânica além de sua relação destrutiva com bebidas, drogas e a imprensa. O patriarca no longo é retratado como se não priorizasse os problemas com álcool e com as drogas da filha, tirando Amy da clínica de reabilitação em que estava internada para que ela gravasse sua obra-prima, “Back to Black”, no ano de 2006.

Amy Winehouse with dad Mitch
(FOTO: Reprodução)

O londrino – que criticou o documentário – diz que deseja mais controle criativo do que o que lhe foi permitido no filme dirigido por Asif Kapadia. Ele disse durante uma entrevista no podcast The Morning After, de Paul Danan: “Temos um filme adorável, um espetáculo da Broadway chegando e como recuperamos o nosso papel, retratando Amy do jeito que ela era. O filme será daqui a um ano ou dois. Fomos além das negociações, na fase do roteiro. O filme será uma cinebiografia.”

VEJA TAMBÉM: Leonardo tenta dar pinga pra padre e é filmado por Gusttavo Lima

E parece que Mitch estará profundamente envolvido em todos os aspectos do filme. “O elenco será – e eu escolho, com recomendações do produtor – um produtor de estrelas. Ele vai conseguir uma atriz desconhecida, idealmente uma garota judia do norte ou leste de Londres que se parece um pouco com Amy e fala como Amy “.

Mitch apareceu no documentário de 2015 – com alguns críticos sugerindo que o filme fez o orgulhoso pai parecer um vilão. A morte de Amy em 2011 foi registrada por um médico legista como acidental após os resultados dos exames mostrarem que ela havia morrido depois de beber cinco vezes mais do que o limite legal de consumo de álcool. Amy Winehouse morreu em julho de 2011, aos 27 anos.