Pai de Ludmilla nega acusações de chantagem feitas pela mãe da cantora

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Luiz Antônio da Silva, pai de Ludmilla, negou as acusações de chantagem feitas pela mãe da funkeira, Silvana Oliveira. Em conversa com o jornalista Leo Dias, ele afirmou querer voltar a ter o direito de ver a cantora e disse que sempre amou os filhos.

O pai da artista refletiu sobre o passado: “Uma vida louca, uma vida que me levou ao fundo do poço, me tirava de perto dos meus filhos”, se referindo ao período em que ficou na prisão. Ele também contou que foi para atrás das grades duas vezes, mas declarou que a informação é “irrelevante”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ao ser questionado sobre as acusações feitas por sua ex-esposa de que teria vendido uma casa dada pela filha por causa do vício em jogo, Luiz declarou: “Mentira, cara. Quando eu sai agora, há dois anos atrás, a Ludmilla falou: ‘Faz uma casa para o meu pai em cima da casa da minha tia Rita’, que é minha irmã. A Silvana, automaticamente, falou para mim: ‘Não aluga que a minha filha não tem o dinheiro para fazer kitnet pra você não’. Mas o lance que ela mandou alugar, é para sempre poder pisar e maltratar, a Silvana”.

Ludmilla e a mãe, Silvana (FOTO: Reprodução)

VEJA MAIS: Katy Perry surge de maiô pela primeira vez após dar à luz; confira!

Ele ainda afirmou que não consegue mais falar diretamento com a filha quando vai visitá-la: “O padrasto e me trata como se eu fosse o maior lixo da face da terra. Não deixando que eu chegue perto da minha filha. Para explicar para ela o quanto eu a amo”, afirmou.

Ele diz que esperava que quando voltasse da cadeia, após 16 anos, teria o perdão de todos os filhos. “Hoje tô morando de favor na casa de um amigo. Tô vivo. Trabalhei nas eleições, tô arrumando meu emprego. Sou cantor, compositor, se o senhor não sabe”, contou Luiz.

Ele também afirmou que vem de Silvana essa versão de que ele quer se aproveitar financeiramente da filha. “A Ludmilla, em si, nunca me maltratou, e nunca falou uma coisa desse tipo pra mim”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio