Passivo ou ativo? Lil Nas X fala sobre preconceito no sexo entre gays

Cantor refletiu sobre como a comunidade gay trata passivos

Publicado em 11/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Lil Nas X é uma das capas da edição “Power of Young Hollywood” da revista Variety. Em entrevista ao veículo, o rapper de 22 anos abriu o coração e falou sobre o preconceito no sexo entre gays.

Ao falar sobre a letra da música “Holiday”, na qual ele revela que é passivo, Lil Nas X aproveitou para fazer uma reflexão sobre o assunto.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu sinto que mesmo dentro da comunidade gay, as pessoas vêem o passivo como uma piada ou algo assim. Como se fossem inferiores aos ativos ou algo assim. A ideia disso, eu acho, é uma forma de misoginia entre os homens, sabe? Não faz nenhum sentido, e as pessoas atribuem certos traços a posição sexual que você prefere. Muitas pessoas dizem: ‘É só uma piada’. Mas todas as piadas contêm verdades.”

Lil Nas X revela que encontrou “alguém especial”

Além da carreira de sucesso, a vida amorosa de Lil Nas X está prosperando! Na entrevista, o artista de 22 anos revelou que encontrou alguém especial.

Nas fala abertamente sobre a “válvula de escape” em meio a suas escolhas de carreira ousadas, a polêmica que sua arte cria, bem como sua jornada para se assumir. O rapper diz que se deparou com homofobia ao crescer, o que “gerou muito ódio a si mesmo”, mas também o tornou mais forte.

“Quando eu tinha 17 ou 18 anos, finalmente aceitei – tipo, com certeza aceitei, lentamente, mais e mais – e agora me tornei uma pessoa que é 100 por cento aberta com isso”, diz ele sobre seu sexualidade, antes de revelar que está namorando alguém e pode ter encontrado sua “alma gêmea”.

“Tive alguns namorados bons e alguns ruins”, observa ele. “Muitos deles estavam emocionalmente indisponíveis ou tinham muita insegurança e outros problemas. Eu encontrei alguém especial agora”, contou o artista. “Não posso explicar – é apenas um sentimento”, finalizou.

Lil Nas X é capa da edição “Power of Young Hollywood” (Foto: Reprodução/Variety)

Lil Nas X também falou sobre expandir os limites com sua nova música e arte. Seu primeiro álbum, o tão aguardado “Montero“, será lançado antes do final do verão norte-americano.

“Honestamente, acredito que a pandemia me ajudou a abandonar a ideia de tentar agradar a todos, e a ideia de ‘Ele é um gay legal; ele é uma pessoa gay aceitável’”, diz ele. “Eu costumava ver coisas assim como um elogio, mas não é. Significa apenas que você agrada as pessoas e esse tipo de gente nunca se torna lenda. Eu queria ser ainda mais autêntico na minha música e deixar as pessoas entrarem na minha vida. Estou muito mais confiante agora – na minha música, em mim mesmo, na minha sexualidade, nas coisas que acredito e que defendo.”

Mas tudo isso não veio sem um preço. Depois que seu single “Montero (Call Me by Your Name)” foi lançado – o videoclipe do hit mostra o rapper rebolando no colo de Satanás – ele disse que havia momentos em que se sentia inseguro.

“Houve literalmente alguém que perseguiu meu carro alguns dias depois que o vídeo foi lançado, gritando, ‘Vai se f*der!’ ou algo assim “, ele compartilha. “E foi aí que eu realmente comecei a conseguir segurança.”

Ainda assim, a carreira de Nas não mostra sinais de desaceleração e a música é definitivamente sua prioridade – tanto que ele recusou um papel na popular série da HBO, Euphoria, estrelada por Zendaya.

Não quis tirar tempo da finalização do meu álbum”, ele revela. “Definitivamente, quero começar a atuar, mas sinto que tenho que dar tudo de mim e quero me concentrar na música agora. Quero que meu primeiro filme seja incrível.”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio