Patrocinador do BBB é detonado por pagar famosos para defender Karol Conká

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Acusada de mentir, manipular e até mesmo torturar seus colegas de confinamento, Karol Conká foi classificada por muitos internautas a “vilã” do BBB21.

Nesta terça-feira (23), influenciadores digitais contratados pela Amstel, uma das patrocinadoras do reality da Globo, saíram em defesa de Karol Conká. No entanto, a web não gostou da ação publicitária.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Preta Gil, por exemplo, pediu para que as pessoas não ataquem a sister: “Não concordei com as atitudes da Karol no BBB21. Mas também sempre questionei: a propagação de ódio e cancelamento são o caminho? Espero que ela aprenda com os erros e seja muito feliz”. Ela ainda marcou Thelma Assis, campeã do BBB20, a influencer Pequena Lo e a marca.

Confira:

A influencer Pequena Lo respondeu: “É sobre isso! Cancelar e gerar ódio é opressão, mesmo você não concordando com ela. Não precisamos ser iguais. Espero que todos nós possamos aprender a ter mais empatia, tolerância e que todos possam aprender com os erros aqui fora”.

Thelma, por sua vez, ainda não havia se posicionado até o fechamento da nota.

No entanto, os usuários da rede social detonaram a ação. “Que a xenofobia, a tortura psicológica e a opressão sejam vistos com seriedade e não com publicidade”, pediu um internauta. “A pessoa tá sendo paga para ter uma suposta empatia?”, questionou outra. “Empatia monetizada. Surreal. Hahahahahaha”, escreveu uma terceira.

VEJA MAIS: Site expõe dossiê sobre supostas traições de Nego do Borel; confira!

A rapper curitibana Karol Conká (FOTO: Reprodução)
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio