Paul McCartney afirma que John Lennon separou os Beatles

"Esta era a minha vida, então queria que continuasse,” declarou McCartney.

Publicado em 10/10/2021 21:19
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Paul McCartney afirmou que não foi ele o responsável pela separação dos Beatles, mas sim John Lennon. O lendário músico abriu o jogo sobre o fim da banda durante uma entrevista à BBC.

Por décadas, os fãs pensaram que McCartney foi quem causou a separação da famosa banda de rock, que também era formada por Lennon, George Harrison e Ringo Starr. Agora, no entanto, ele afirma que foi John Lennon quem “instigou a separação”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Quando o entrevistador John Wilson questionou sobre sua decisão de seguir carreira solo, McCartney deixou claro:

“Pare aí mesmo. Não fui a pessoa que instigou a separação”, enfatizou. “Oh não, não, não. John entrou em uma sala um dia e disse: ‘vou deixar os Beatles’. Isso é que é instigar a separação, ou não?”

O músico de 79 anos disse que se dependesse dele, definitivamente gostaria que o grupo continuasse, principalmente porque eles estavam produzindo “coisas muito boas”.

“Esta era a minha banda, era o meu trabalho, era a minha vida, então eu queria que continuasse”, acrescentou.

A banda britânica Beatles (FOTO: Reprodução)

Depois que Lennon expressou sua decisão de deixar a banda, McCartney disse que seu novo empresário, Allen Klein, pediu para eles manterem silêncio sobre a separação enquanto ele fechava contratos.

“Então, por alguns meses, tivemos que fingir”, confessou. “Foi estranho porque todos nós sabíamos que era o fim dos Beatles, mas não podíamos simplesmente ir embora.”

Ele acredita que, se Lennon não tivesse decidido sair, os Beatles teriam existido por muito mais tempo e alegou que a criação de Lennon pode ter influenciado sua decisão.

“Poderia ter [durado mais]. O ponto realmente era que John estava construindo uma nova vida com Yoko. John sempre quis se libertar da sociedade porque, você sabe, ele foi criado por sua tia Mimi, que era bastante repressiva, então ele estava sempre procurando se libertar.”

Ele ainda adicionou que a decisão de Lennon de se separar da banda foi “muito emocionante” e “bastante semelhante ao divórcio”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio