Paula Fernandes mantém participação em disco de Sérgio Reis: ‘Decisão artística’

Publicado em 24/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Paula Fernandes decidiu manter sua participação no novo álbum de Sérgio Reis mesmo após polêmicas. O cantor é investigado pela Polícia Federal por convocar atos antidemocráticos contra o STF.

Diversos artistas convidados, como Zé Ramalho, Maria Rita, Guilherme Arantes e Anastácia desistiram de cantar ao lado de Sérgio Reis no projeto. Paula Fernandes, no entanto, diz “ter uma enorme gratidão’’ pelo cantor e afirma “repudiar compromissos firmados e cancelados’’.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Confira a nota da cantora na íntegra:

“Paula Fernandes, quando iniciou sua carreira, convidou Sérgio Reis para participar de seu álbum “Canções do Vento Sul” e gravaram juntos a música “Sem Você’’. Em abril deste ano, a cantora foi convidada para participar do novo álbum de Sérgio Reis e colocou voz na canção. Paula tem uma enorme gratidão e respeito pela carreira musical de Sérgio Reis.

Paula repudia compromissos firmados e cancelados, como já experimentou uma vez. A decisão é absolutamente artística, como sempre foram suas decisões musicais.”

Deputado pergunta se Sérgio Reis usou dinheiro público para prótese peniana

O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS), perguntou ao ex-deputado e também cantor sertanejo Sérgio Reis, se ele usou o dinheiro público para substituição de sua prótese peniana feita com R$ 55 mil. No Twitter, o político afirmou ter recebido a informação.

Deputado Sérgio Reis: tenho uma informação e preciso da sua ajuda para apurar a veracidade ou se é fake. Um deputado pediu ressarcimento para a Câmara de despesa (de) 55 mil reais para substituição de prótese peniana. Parece que ele recebeu! Dinheiro público. Toca o berrante e vamos descobrir”, escreveu Pimenta.

(Foto: Reprodução)

Vale ressaltar que Sérgio Reis está vivendo um momento de bastante polêmica. Ele tem se mobilizado na defesa do governo Bolsonaro e teve um áudio vazado onde convoca caminhoneiros, em tom de ameaça, para um cerco a Brasília no feriado da Independência. O intuito do áudio é para que após essa manifestação, o Senado aprove o voto impresso e afaste os ministros do STF. “Vou dizer ao presidente do Senado que eles têm 72 horas para aprovar o voto impresso e tirar todos os ministros do STF. Isso não é um pedido, é uma ordem”, diz o cantor.

De acordo com o site Metrópoles, por conta deste áudio, foi aberto um inquérito no Departamento de Combate à Corrupção (Decor).

A previsão é de que o cantor seja intimado a depor nos próximos dias, antes do início de setembro, quando ele estaria promovendo a mobilização com caminhoneiros e empresários do setor da soja – ainda segundo o áudio que circula pesadamente nas redes sociais bolsonaristas. Reis será investigado por suposta associação criminosa voltada à prática dos crimes previstos nos artigos 129 (ofender a integridade corporal ou a saúde de outrem), 147 (ameaçar alguém, por palavra, escrita ou gesto), 163 (dano ao patrimônio) e 262 (expor a perigo meio de transporte público, impedir-lhe ou dificultar-lhe o funcionamento) do Código Penal.

Sérgio Reis protestou contra medidas de isolamento e ameaçou João Doria e Bruno Covas

Há alguns mess, Sérgio Reis surpreendeu os fãs durante live. No show, o cantor protestou contra as medidas de isolamento social adotadas em São Paulo e chegou a ameaçar o governador João Doria (PSDB) e o prefeito Bruno Covas (PSDB).

O artista, que demonstrou anteriormente ser um apoiador do presidente Jair Bolsonaro, acusou os governantes de estarem matando o povo de fome. “Será que eu preciso ir aí meter a mão na cara de um de vocês?”, disparou Reis.

“Está um inferno aqui em São Paulo. Brigando com o prefeito, brigando com o governador. O que vocês querem fazer com o nosso povo? ‘Hein’, Doria? ‘Hein’, Covas? O que vocês querem fazer com a gente? Será que eu preciso ir aí meter a mão na cara de um de vocês? E eu faço. Fujam de mim”, intimidou o cantor.

O sertanejo ainda disse: “Eu não estou aceitando mais ser amigo de vocês. Isso é verdadeiro, é ao vivo. O que vocês estão fazendo com nossos comerciantes, com as pessoas. Vocês estão matando o povo de fome. O que vocês querem? Que a China tome conta da gente? Ou querem apanhar na cara? Porque vocês merecem”.

“Me processa, fala que eu estou errado. Vocês vão ver o que vai virar a frente da casa de vocês, se vocês acham que o povo não está comigo. Pensa bem nisso. Eu não me manifestei até hoje, estou quieto lá para não pegar essa Covid. Mas o povo está morrendo de fome. Vocês são muito culpados“, completou Sérgio Reis.

Assista:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio