the-prodigy
Os músicos da banda The Prodigy (FOTO: Reprodução)

Na última segunda-feira (dia 4), Keith Flint, o vocalista do grupo The Prodigy, se suicidou, aos 49 anos de idade. O corpo do músico britânico foi encontrado em sua casa na região de Essex, ao leste da cidade de Londres.

Nesta quarta- feira (dia 6), uma publicação do jornal Daily Mail revelou que o músico chegou a fazer um pedido para sua ex-esposa, Mayumi Kai, antes de tirar sua própria vida. “O Keith sempre acreditou que poderia fazer as coisas darem certo e fez várias ligações para ela, implorando para ela voltar. Mas ela não mudou de ideia e insistiu que eles vendessem a casa. Isso quebrou o Keith. A Mayumi não tem culpa de nada, mas parece que o Keith não conseguiu seguir adiante sozinho”, explicou uma fonte do jornal.

O músico teria implorado para que a esposa voltasse para casa antes que ele tomasse a decisão de se enforcar. A informação chegou a ser revelada por uma fonte próxima ao vocalista do The Prodigy numa entrevista ao jornal britânico Daily Mail.

O vocalista que assumia um visual mais punk havia acabado de voltar ao Reino Unido de uma turnê pela Austrália e tinha apresentações agendadas para cidades do Estados Unidos, no mês de maio.

TRAJETÓRIA

Flint nasceu em Essex no ano de 1969 e se uniu ao The Prodigy, um grupo criado por Liam Howlett, em 1990 inicialmente apenas como dançarino da banda. Em 1992 veio o primeiro disco, Experience, e o single “Charly” que acabou abrindo as portas para que a banda começasse a se tornar um dos nomes mais importantes de movimentos como o big beat, ao lado de The Chemical Brothers e Fatboy Slim.

No ano de 1996, Flint fez sua primeira aparição como vocalista, com a música “Firestarter”. A seguir, vieram outros hits como “Breathe”, “Serial Thrilla” e “Fuel My Fire”.

A banda lançou, no ano passado, o seu sétimo álbum, “No Tourists”. O grupo ficou conhecido por revolucionar a música eletrônica ao misturar tecno com breakbeat e house.