Perdendo fortuna na pandemia, Metallica processa empresa após cancelamento de shows no Brasil

Publicado em 10/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

De acordo com o City News Service, o grupo Metallica entrou com um processo contra o Lloyd’s Of London por supostamente não cobrir a banda por perdas financeiras sofridas quando a lendária banda de heavy metal foi forçada a adiar seis shows em 2020 por causa da pandemia. O processo decorre do cancelamento da turnê de seis datas do METALLICA pela América do Sul em abril de 2020. Algumas semanas antes do lançamento agendado da turnê, as restrições de viagens relacionadas à pandemia de COVID-19 foram decretadas em todas as partes do mundo, dando ao METALLICA nenhuma escolha a não ser adiar as datas.

De acordo com a reclamação do Metallica, que foi protocolada na segunda-feira no Tribunal Superior de Los Angeles, a apólice padrão de “cancelamento, abandono e não comparecimento” da banda com o Lloyd’s Of London foi negada pela seguradora, que citou a exclusão de doenças transmissíveis da apólice. O processo chama a ação de “uma interpretação irracionalmente restritiva da política” e alega quebra de contrato.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O METALLICA está buscando indenizações compensatórias não especificadas, bem como uma declaração dos direitos e obrigações das partes. Esta não é a primeira vez que o Lloyd’s Of London se envolve em uma ação judicial relacionada ao cancelamento de grandes shows de rock. Em 2016, o FOO FIGHTERS resolveu seu processo contra o mundialmente famoso mercado de seguros de 335 anos em reclamações relacionadas a vários shows cancelados durante a turnê mundial de 2015 da banda. Por ter sido julgado improcedente, os FOO FIGHTERS foram impedidos de ajuizar novamente o processo na mesma ação. Os termos não foram divulgados.

Alguns dos shows do FOO FIGHTERS foram cancelados depois que o vocalista Dave Grohl quebrou a perna em 12 de junho de 2015, durante um show em Gotemburgo, na Suécia. A lesão resultou no cancelamento de sete shows. Três dessas datas foram mencionadas no processo. Depois que sua perna foi tratada, Grohl fez 53 shows, a maioria sentado em um “trono” improvisado no palco.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio