maroon 5
(FOTO: Reprodução)

Pela primeira vez na história, a tradicional coletiva de imprensa do Super Bowl não irá ocorrer. A liga de futebol americano NFL optou por cancelar a reunião da banda norte-americana Maroon 5 com os jornalistas antes do evento. A coletiva segue marcada para domingo (dia 3) na cidade de Atlanta. A banda receberá as participações dos artistas Big Boi e Travis Scott na apresentação.

“O Maroon 5 tem trabalhado duro em seu show de intervalo do Super Bowl para atender e superar os padrões deste evento. Como é tudo sobre música, os artistas deixarão que o show que estão preparando para domingo fale por si mesmo”, afirmou o comunicado emitido pela NFL.

VEJA TAMBÉM: Jornalista afirma que Anitta pretende se aposentar aos 30 anos

O fato é que a liga esportiva provavelmente quer evitar polêmicas. Uma entrevista com a banda com certeza traria à tona assuntos desagradáveis para a NFL, como a desistência de cantoras femininas em participar do evento e a polêmica envolvendo o banimento do jogador Colin Kaepernick da liga esportiva. Como tentativa de driblar a má imagem, a NFL anunciou a doação de US$ 500 mil para uma instituição de caridade que atende jovens desfavorecidos. Foi uma exigência de Travis Scott para se unir ao show.

Jay-Z aconselha Travis Scott a não cantar com Maroon 5 no Super Bowl

Segundo informações extraoficiais obtidas pelo TMZ, o rapper Travis Scott teria topado se apresentar no show do intervalo do Super Bowl de 2019 ao lado do Maroon 5. Faltando poucas semanas para o evento, a banda procurava algum artista de peso para se juntar a eles após as recusas de Cardi B em cantar com eles.

VEJA TAMBÉM: Ratinho sugere que Pabllo Vittar poderia se casar com Thammy Miranda

Porém Travis Scott também pode declinar o convite. Isto é, se Jay-Z for bem sucedido na sua mais nova tentativa. A revista Variety revelou que o marido de Beyoncé está atualmente tentando convencer Travis a não se apresentar no evento esportivo. Vale ressaltar que o empresário tem criticado abertamente a NFL (liga de futebol americano) desde que a organização baniu o atleta Colin Kaepernick das competições, por seu protesto contra o racismo durante o hino nacional americano.

Duas outras fontes também confirmaram à Variety que Jay-Z está realmente tentando dissuadir Scott a não se apresentar, embora os representantes dos músicos tenham se recusado a comentar o assunto.

Jay-Z inclusive, recusou ser a atração principal do último Super Bowl e tem sido um dos defensores mais ferrenhos de Kaepernick, vestindo uma camisa personalizada com o número e nome do atleta durante suas apresentações. A NFL (liga de futebol americano) chegou a receber diversas críticas de outros artistas e celebridades negras por causa do incidente envolvendo o jogador.

Anteriormente o Maroon 5 chegou a sondar para o seu show nomes como Rihanna, Mary J. Blige, Cardi B, Outkast, Usher e Lauryn Hill, todos sem sucesso. A banda norte-americana está sendo inclusive boicotada por um abaixo-assinado do site Change.org motivado por razões políticas. Mais de 47 mil pessoas assinaram uma petição virtual para que o grupo desista de se apresentar no intervalo do evento esportivo.