ariana grande
A cantora norte-americana Ariana Grande (FOTO: Reprodução)

A residência de Ariana Grande foi visitada pela polícia depois que alguém ligou para o 911, alegando que tiros estavam sendo disparados na propriedade. O TMZ porém, relata que tudo não passou de um trote telefônico.

Fontes policiais afirmaram ao site que enviaram duas unidades para a casa da artista em Los Angeles na quarta-feira, por volta das 17h, depois que alguém chamou a polícia alegando que havia um tiroteio em andamento.

VEJA TAMBÉM: A confissão chocante de Amy Winehouse momentos antes de sua morte

As fontes afirmaram que Ariana já chegou a ser vítima deste tipo de golpe pelo menos uma vez. Mesmo céticos com a ligação, policiais enviaram 2 carros para verificar a situação. O TMZ relata que a polícia não conversou com Ariana – eles conversaram com o gerente da propriedade – e a polícia finalmente determinou que se tratava de um trote. A polícia de Los Angeles em seguida fez um relatório de abuso do 911.

No Brasil, o crime de trote, passível de enquadramento em crime de extorsão (Art. 158 do Código penal brasileiro) está sujeito à penalidade de reclusão de quatro a dez anos, com pena agravada de um terço à metade pela participação em organização criminosa. Contudo a maioria dos crimes são sequer denunciados e nem mesmo os seus aparelhos telefônicos são bloqueados (mesmo que estejam sendo utilizados por presidiários).