Por que o pai de Adele morreu brigado com a filha?

A cantora já fez declarações sobre a relação pouco amistosa que mantinha com o pai

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta semana, o pai de Adele, Mark Evans, morreu aos 57 anos depois de longo tratamento contra um câncer de intestino. Com isso, o desentendimento entre os dois voltou à tona e o jornal Daily Mirror relembrou as tensões entre pai e filha ao longo dos anos.

Apesar de ter uma filha milionária, Marc Evans passou os últimos anos de sua vida morando em um trailer no interior do País de Gales. A cantora é bastante discreta em relação à sua vida pessoal, mas já falou mais de uma vez seu relacionamento conturbado com o pai.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Adele já revelou ter sido abandonada pelo pai quando tinha três anos, tendo sido criada pela mãe. Marc se manteve próximo da filha durante parte da infância dela. Em entrevistas, ela disse que até os 11 anos, passa férias no País de Gales com o pai, seu meio-irmão e os avós paternos. No entanto, quando adolescente, viu o pai desaparecer de seu convívio.

Adele ao lado do pai na época da infância (FOTO: Reprodução)

VEJA MAIS: Pelados? Estrela do cinema revela ter nadado nua com Michael Jackson

Marc, que era vítima de alcoolismo, deu uma entrevista polêmica ao tabloide britânico The Sun em 2011 que teria enfurecido a filha. Ele expôs ter sido um “pai podre” e disse que os problemas amorosos da filha seriam fruto da ausência dele.

Pouco tempo depois, Adele disse à Vogue britânica que não pretendia voltar a se relacionar com o pai. “Na verdade eu estava pronta para começar a tentar ter um relacionamento com ele outra vez. Eu fico furiosa. Ele volta depois de 10 anos e diz ‘talvez os problemas dela com homens sejam culpa minha’. Tipo, vá se f****! Como você ousa comentar sobre a minha vida? Isso faz o meu sangue ferver”, declarou na época.

Adele é mãe de um menino de 8 anos, Angelo, fruto de seu casamento com Simon Konecki, entre 2016 e 2020.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio