Presa, filha de Belo se contradiz: “Achava que as pessoas seriam ressarcidas”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Isadora Alkimin Vieira, de 21 anos, mais conhecida como filha mais nova do cantor Belo, foi presa junto de outras 11 mulheres na última quarta-feira (11). 

Policiais da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), acabaram desarticulando uma organização criminosa especializada em golpes eletrônicos. O delegado titular da Delegacia informou que as acusadas podem pegar até oito anos de prisão.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Porém, se contradizendo, a jovem alegou que não sabia que trabalhava para golpistas – mas admitiu que tinha conhecimento de que a sua função de coletar dados de pessoas era algo ilegal.

VEJA TAMBÉM: Áudios de Anitta sobre Iggy Azalea, Preta Gil, Ludmilla e Simaria vazam na web

Ela afirmou que não sabia o que seria feito com as informações que coletava, “mas achava que era uma coisa ilegal, porém achava que essas pessoas seriam ressarcidas por alguma instituição financeira e não tinha certeza se elas perderiam determinado valor”.

Segundo informa o Extra, a morena disse que havia recebido uma ajuda de custo de R$600, “pois estava na fase de aprendizado da função de coleta de dados”.

Segundo informações, as mulheres induziam as vítimas a repassar dados bancários e entregar cartões de crédito a motoboys. Em seguida, a quadrilha utilizava os cartões das vítimas e gerava grandes prejuízos.

De acordo com os agentes, a estimativa é que a organização lucrava entre R$ 600 mil a R$ 1 milhão por mês.

Isadora e Belo (FOTO: Reprodução)
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio