Preta Gil relembra polêmica ao posar nua: “Parecia que eu tinha matado alguém”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Preta Gil relembrou um momento bem polêmico de sua carreira. Em sua participação no programa ‘Sterblitch Não Tem Um Talk Show: O Talk Show’ do último sábado (15), a cantora relembrou a época em que posou pelada na capa do seu primeiro CD, e precisou ser forte para as críticas e julgamentos do público.

Ela disse: “Capa nua foi um escândalo, parecia que eu tinha matado alguém. Eu me lembro que era muito só. Eu falava de coisas que as pessoas me olhavam e ficavam ‘do que você está falando?’. E hoje, todo o meu discurso de 18 anos atrás é chamado de empoderamento. E isso se dá justamente da gente ir se identificando, comunicando e criando grandes elos.”

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ao se lançar na carreira de cantora, Preta foi alvo de racismo e gordofobia ao longo da vida. “Dei o meu ‘showzinho’. Eu tenho isso na minha personalidade. Mas isso não é a regra, é a exceção. Por isso, que juntar vozes, se unir, criar coletivos consistentes, você vai quebrando a opressão“, explicou a filha de Gilberto Gil.

LEIA TAMBÉM: Simon Cowell muda hábitos alimentares após acidente que quase lhe deixou paralisado

Capa do CD Prêt-à-Porter de Preta Gil (FOTO: Reprodução)

A cantora também falou sobre a família, e o apoio que recebeu depois de ter contraído o novo coronavírus. “Coisa mais legal, dentro de uma família, é ter pessoas tão diferentes e que se amam muito. Eu amo muito a minha irmã [Bela Gil], acho ela revolucionária [Sol de Maria]. Eu tenho um orgulho que explode! E o maior presente foi a minha neta“, revela.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio