Prisão, dívida e mais; as polêmicas da vida de Belo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Belo, cujo nome verdadeiro é Marcelo Pires Vieira, foi preso nesta quarta-feira (17) pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), da Polícia Civil do Rio de Janeiro. O cantor é investigado por realizar um show com aglomeração no último final de semana.

O show do músico aconteceu no pátio do colégio estadual Ciep 326 Professor César Pernetta, localizado no Parque União, no Complexo da Maré. No entanto, a apresentação aconteceu sem a autorização da Secretaria de Estado de Educação. As autoridades também investigam a invasão ao colégio.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

VEJA MAIS: Site expõe dossiê sobre supostas traições de Nego do Borel; confira!

Pois bem, agora, iremos relembrar as polêmicas envolvendo o nome de Belo ao longo de sua carreira.

Em 2015, o pagodeiro enfrentou ao lado da esposa, Gracyanne Barbosa, uma briga na justiça por conta de supostas dívidas de materiais de construção, quando resolveu reformar a casa, na Barra da Tijuca, no Rio.

Em 2004 ele foi condenado por tráfico de drogas e pegou oito anos de prisão por associação para o tráfico e porte ilegal de armas. Ele foi preso e no mesmo ano que ficou livre.

Além de estar devendo Denilson R$ 5 milhões para o jogador. A briga jurídica entre os dois acontece há 20 anos. Antes disso, os dois eram amigos. Na fase boa da relação, em 1999, Belo liderava o grupo de pagode Soweto, enquanto Denilson havia assumido o gerenciamento da banda. Mas a parceria foi rompida em 2000, quando o músico deixou o Soweto para iniciar carreira solo. Denilson processou o cantor alegando quebra de contrato. Em 2004, a Justiça condenou Belo a indenizar Denilson. Não cabe mais recursos. Até hoje o cantor não quitou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio