tekashi 6ix9ine
O rapper norte-americano Tekashi 6ix9ine (FOTO: Divulgação)

Um advogado de defesa de um dos homens acusados ​​pelo seqüestro e roubo do rapper Tekashi 6ix9ine afirnou nesta sexta-feira, dia 16 que acredita que o artista orquestrou o esquema apenas para ganhar publicidade antes do lançamento de um álbum.

Nenhum roubo, seqüestro ou agressão aconteceu“, disse Devereaux Cannick, o advogado de defesa do suposto rapper Anthony Ellison. “Ele estava prestes a lançar outro álbum… tem que dar o que falar. É assim que ele ganha dinheiro”.

Os comentários vieram depois que o juiz do tribunal federal de Manhattan, Paul Engelmeyer, tocou o julgamento de Ellison, que se declarou inocente do sequestro, e seu suposto cúmplice e companheiro Nine Trey Gangsta Blood Aljermiah Mack.

VEJA TAMBÉM: Cantora chegou a ser estuprada por agente em misterioso caso levantado pelo TMZ

Tekashi, cujo nome real é Daniel Hernandez, deve testemunhar contra os dois homens. Promotores declararam ainda que pretendem apresentar seus videoclipes como prova no julgamento. O músico, vale lembrar, entre outros crimes, já chegou a ser acusado de pedofilia, atrapalhando o desempenho inclusive, de uma canção em parceria com Nicki Minaj.

O advogado de defesa Cannick também afirmou na sexta-feira que o carro usado para sequestrar Tekashi em julho de 2018 foi identificado antecipadamente pelo governo – sugerindo que detalhes do sequestro foram gravados. “Acreditamos que isso será muito útil para nós”, afirmou o advogado.

O jurista acrescentou que a conta do Instagram de Tekashi 6ix9ine parece mostrar-lhe saudável e tranquilo nos dias após o suposto ataque. Um representante de Tekashi se recusou a comentar a reportagem do Pagesix.