t.i.
O rapper norte-americano T.I. (FOTO: Reprodução)

O rapper norte-americano T.I. foi ao programa “Red Table Talk” ao lado de sua esposa para tentar explicar a história a respeito de vigiar o hímen de sua filha de 18 anos. “Minhas intenções foram terrivelmente mal interpretadas e mal concebidas”, afirmou o músico, que foi bastante criticado nas redes sociais nas últimas semanas.

No começo do mês, T.I. teria afirmado ao podcast “Ladies Like Us” que procura levar sua filha Deyjah Harris ao ginecologista uma vez por ano para ter certeza de que o hímen da garota ainda está lá e que ela continua virgem. O rapper ainda explicou que o médico lhe alertou de que o hímen pode ser rompido de outras maneiras além do sexo e que a ausência da película não significaria que a filha estaria transando. Mesmo assim T.I. teria continuado com a fiscalização.

VEJA TAMBÉM: MC Gui é acusado de maltratar outra criança com câncer

Deixe-me esclarecer essa declaração”, afirmou o músico em um programa de TV, “eu nunca disse que estava com ela em qualquer sala da exame. Essa é uma suposição. Isso é falso. Eu nunca disse que isso estava sendo feito hoje, aos 18 anos. Eu nunca disse que a mãe dela não estava presente. A mãe estava presente. Essa narrativa falsa foi sensacionalizada”, explicou o rapper.

T.I. inclusive, decidiu se desculpar publicamente com a filha e explicou que a tal “fiscalização” aconteceu quando a jovem tinha 15 e 16 anos. “Nunca houve nenhuma objeção da minha filha. Nós tivemos problemas por eu te falado isso em público. E eu entendo isso. Desculpo-me incrivelmente por isso. A ela. Ela entende minhas intenções, sabe quem eu sou, sabe quem eu sempre fui”, disse.