Rapper famoso comete suicídio após tiroteio contra a polícia

Publicado em 28/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O rapper Money Mitch morreu esta semana de um ferimento por arma de fogo após um tiroteio com a polícia, relata o WPEC. Ele tinha 23 anos.

O incidente ocorreu na última sexta-feira (23 de julho) em Lake Park, Flórida. O Gabinete do Xerife do Condado de Palm Beach disse que tinha Money Mitch sob vigilância em conexão com uma investigação de assassinato. Ao executar uma parada de trânsito, o rapper de Atlanta saiu de um Uber em que estava e começou a atirar nos policiais do condado de Palm Beach.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O gabinete do xerife disse que os policiais atiraram de volta, mas erraram. Eles então encontraram Money Mitch em um apartamento a um quarteirão de distância, morto pelo que parecia ser um tiro auto infligido. 

VEJA TAMBÉM: Anitta e Lunay lançam clipe inspirado no game GTA

Frank DeMario, do PB Sheriff’s Office, disse à WPTV que pensavam que o Money Mitch havia sido ferido no tiroteio, mas descobriu que ele se matou com um tiro. 

“Nós o seguimos até um prédio e no segundo andar, notamos alguns excrementos de sangue no primeiro andar. Achamos que ele estava ferido”, disse DeMario. “Não tivemos qualquer envolvimento no tiroteio.”

De acordo com o WPEC, os dois policiais que atiraram em Money Mitch estão em licença administrativa remunerada, procedimento padrão. Enquanto isso, o tiroteio está sendo investigado pelo Departamento de Polícia da Flórida e pelo Ministério Público Estadual.

Há pouco mais de três meses, o músico tinha lançado o single ‘RIP Cool’, o clipe da faixa já possui mais de 100 mil visualizações, no canal oficial do rapper no Youtube.

Suicídio

O suicídio é considerado pelo Ministério da Saúde como um problema de saúde pública, complexo, multifacetado e de múltiplas determinações, que pode afetar indivíduos de diferentes origens, classes sociais, idades, orientações sexuais e identidades de gênero. Todos os anos, cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio no mundo, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde).

No Brasil, uma pessoa morre por suicídio a cada hora, enquanto outras três tentaram se matar sem sucesso no mesmo período. O assunto é tão complexo que muitas pessoas evitam falar a respeito, o que nem sempre é a melhor decisão. Um problema dessa magnitude não pode ser negligenciado, pois sabe-se que o suicídio pode ser prevenido. Uma comunicação correta, responsável e ética é uma ferramenta importante para evitar o efeito contágio. Centro de Valorização da Vida Uma das entidades que ajuda pessoas com pensamentos tristes e depressivos é o Centro de Valorização da Vida, o CVV. A organização existe há anos graças ao trabalho voluntário de centenas de pessoas. O atendimento é gratuito e pode ser feito por telefone e internet. O telefone que tem cobertura para todo Brasil é 188.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio