Cada época é marcada por diferentes estilos que são refletidos nas músicas de sucesso, e cada vez que ouvimos um sucesso do passado é como se vivêssemos no ano em que aquela música bombou. Para te ajudar a viajar no tempo, preparamos uma lista com as músicas mais tocadas no Brasil nas últimas décadas.

Anos 50

Ainda vivendo os resquícios das décadas anteriores, a época de ouro do rádio, os anos 50 foram marcados pelas vozes fortes na música brasileira. Com destaque para Cauby Peixoto e Isaura Garcia.

O samba e as marchinhas de carnaval também fizeram sucesso na década, com grandes sucessos como “Saudosa Maloca”, dos Demônios da Garoa. Mas a música mais ouvida foi lançada apenas no final da década, em 1959: “Estúpido Cupido”, da Celly Campello.

Anos 60

Na década de 1960 o Rock chegou com tudo ao Brasil e aqui se transformou no movimento da Jovem Guarda. Os grandes sucessos dos anos 60 tem a assinatura de Roberto Carlos: “As curvas da estrada de Santos” e “Quero que tudo vá para o inferno”. Celly Campello e os Demônios da Garoa voltaram a acertar e emplacaram “Banho de Lua” e “Trem das onze”, respectivamente.

Além deles, Jorge Ben também se destacou e teve “Mas que nada” como a música mais ouvida do país em 1963.

Anos 70

Os anos passaram e Roberto Carlos continuou no topo, dessa vez com “Amigo”, “Jesus Cristo” e “Detalhes”, mas dividindo as paradas com diversos nomes de peso, como Raul Seixas, com “Gita”, Odair José, com “Eu vou tirar você desse lugar”, Djavan, com “Flor de Lis”, Benito de Paula, com “Retalhos de Cetim” e Elis Regina, com “O bêbado e o equilibrista”.

Anos 80

O Rock ganhou uma cara nova e liderou as paradas de sucesso em quase todos os anos e com diferentes artistas, como Legião Urbana, Cazuza, Lulu Santos, Rita Lee e Titãs, com destaque para “Sonífera Ilha”. Mas o responsável pelo grande hit da década foi Ritchie, com sua música “Menina Veneno”, que trás todos os elementos típicos da década em sua sonoridade.

Outros ritmos também estão presente nas listas das mais ouvidas, com Roupa Nova, Fábio Júnior, Fagner e Zé Ramalho.

Anos 90

O começo dos anos 90 foi marcado pela volta com força do sertanejo: “Evidências” de Chitãozinho e Xororó e “É o amor” de Zezé de Camargo e Luciano dominaram os primeiros anos. Depois as vitrolas e toca-discos deram lugar ao aparelho de som mais completo, o CD alcançou o seu auge e as paradas de sucesso passaram por muitas mudanças: com isso o som humorístico dos Mamonas Assassinas está no topo da lista, com “Pelados em Santos” sendo a música mais ouvida da década.

O pagode também bombou na década, com sucessos de Raça Negra, Negritude Jr., Só Pra Contrariar e Exaltasamba.

Anos 2000

A Internet chegou e trouxe com ela a grande personificação dos gostos, o que refletiu nas paradas de sucesso: nenhum ritmo foi absoluto, todos tiveram espaço e muitos artistas tiveram apenas um grande sucesso, como o LS Jack, com “Carla”, Luka com “Tô nem aí” e P.O Box com “Papo de Jacaré”.

Também tivemos o começo de muitos movimentos de sucesso hoje em dia, como o novo sertanejo de João Bosco & Vinícius e os funks “Se ela dança eu danço” e “Cerol na mão”, de MC Leozinho e Bonde do Tigrão, na lista das mais tocadas. Também marcaram a década “Anna Julia”, dos Los Hermanos, “Ragatanga”, do Rouge, “Festa no apê”, do cantor Latino e “Quando você passa” da dupla Sandy e Júnior, que recentemente voltou a fazer shows.