beyonce jay z
Os músicos norte-americanos Beyoncé e Jay-Z (FOTO: Reprodução)

Jay-Z negou que o fato dele e Beyoncé permanecerem sentados durante um momento crucial do Super Bowl tenha sido um protesto político. Enquanto Demi Lovato cantava o Hino Nacional, o casal e a pequena Blue Ivy ficaram sentados fazendo com que muitos internautas questionassem se o ato não teria sido em referência ao protesto político do atleta Colin Kaepernick.

O esportista, vale lembrar, causou grande repercussão em 2017 ao ser banido da NFL por não se levantar para o hino nacional. O atleta se ajoelhou no momento da execução do hino, em protesto à brutalidade policial com afro-americanos. Cotada para o Super Bowl, Rihanna teria recusado se apresentar no evento em apoio ao esportista banido da liga norte-americana. Jay Z foi um dos maiores defensores de Colin Kaepernick – até assinar com a NFL e supostamente mudar seu posicionamento.

Um professor da Universidade de Columbia chegou a questionar o rapper num vídeo publicado pelo TMZ se o músico continuou sentado para “transmitir um sinal” e Jay rapidamente respondeu: “Na verdade não era. Desculpe.”

O rapper disse que Beyoncé afirmou no momento que estava pensando no que Demi deveria estar sentindo nos segundos antes de começar a cantar, porque, como Jay disse, a esposa “se apresentou no Super Bowl antes, e ele não.” O músico admitiu que eles se sentaram e ficaram completamente “hipnotizados” com o desempenho de Demi, mas do ponto de vista comercial – “Nós imediatamente entramos no modo artista”.

VEJA TAMBÉM: Vídeos sensuais de Anitta são publicados em site pornô

Vale lembrar que a gravadora Roc Nation de Jay-Z agora está produzindo todo o entretenimento no Super Bowl como parte do acordo que Jay fez com a NFL no ano passado. Isso incluía o Hino de Demi, Yolanda Adams cantando “America the Beautiful” e o Halftime Show com Shakira e J Lo.

Jay disse que não havia necessidade de um “protesto silencioso” – como alguns especulavam – porque estava “fazendo o maior protesto mais alto de todos”, selecionando um grupo tão diversificado de artistas para se apresentar no jogo.

Fontes próximas ao TMZ dizem que Jay sabia que revelar a verdadeira razão pela qual ele ficou sentado poderia provocar novas críticas dos apoiadores de Colin Kaepernick – alguns dos quais gravaram o vídeo de domingo como um sinal de que Jay estaria voltando atrás após assinar um contrato milionária justamente com a liga esportiva que expulsou o atleta.

O TMZ afirma que os eles optaram por abordar o assunto durante a sessão de perguntas e respostas na Universidade de Columbia, porque Jay-Z não queria que ninguém interpretasse mal suas ações.