Ricky Martin diz que é ‘assustador’ e ‘triste’ ver latinos votarem em Donald Trump

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ricky Martin está desapontado com os latinos que apoiam o presidente Donald Trump.

Falando ao podcast do The Big Ticket, o cantor falou sobre a importância da eleição deste ano – especialmente para os latino-americanos – e porque está apoiando o ex-vice-presidente Joe Biden.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Apoio Biden desde sempre“, disse o jogador de 48 anos no podcast. “Acho que ele é a única opção que temos e ele é ótimo. Ele esteve na política toda a sua vida. Este é o momento. Todos nós precisamos nos reunir e falar alto sobre o curso desta nação.”

Martin disse que tem postado muito nas redes sociais sobre a “importância da mudança“. O ator do Assassinato de Gianni Versace também expressou seu descontentamento com Wanda Vázquez, governadora de Porto Rico, que apoiou Trump nesta eleição.

Quem é esse? Próximo!” ele disse. “Ela nem existe. Ela nem foi eleita pelo povo. Ela não faz parte dessa conversa.”

VEJA TAMBÉM: Áudios indicam que Gusttavo Lima teve outra amante além de Mallu Ohana

Quando questionado sobre os latinos nos Estados Unidos que apoiam Trump, Martin disse que é “realmente assustador” de ver, mas ele continua confiante de que a maioria dos latinos votará nele para deixar o cargo.

É realmente assustador“, disse ele. “É muito triste. Eu acho. Os trompetistas fazem muito barulho. E é assustador ver o entusiasmo deles, mas nós, estamos fazendo o que é certo, da maneira certa e veremos o que acontece em novembro. Mas estou muito otimista.

“Sou um latino, gay, casado com uma árabe que mora na América de Trump“, acrescentou ele com uma risada, referindo-se a seu marido Jwan Yosef. “Nós verificamos todas as caixas.”

Trump recebeu ávido apoio de cubanos na Flórida, um estado-chave no campo de batalha.

Conseguimos mais para os hispano-americanos em menos de 47 meses do que Joe Biden conseguiu em 47 anos – e o melhor ainda está por vir”, ele tuitou após uma mesa redonda com Latinos For Trump em Doral, Flórida.

Ricky Martin explicou que está claro que ele e seu marido não são os “únicos preocupados” com a eleição, dado o alto número de eleitores neste ano.

Por isso, estou extremamente feliz“, disse ele. “Tínhamos planos de deixar o país. Não, temos que ficar aqui e lutar por nossos direitos e pelo que acreditamos.”

Martin entrou na campanha com Biden neste ciclo eleitoral, inclusive durante o Mês da Herança Hispânica. Esta também não é a primeira vez que Martin fala contra Trump – em 2015, ele escreveu um artigo na Univision depois que Trump expulsou o renomado jornalista latino Jorge Ramos de uma entrevista coletiva.

O fato de um indivíduo como Donald Trump, candidato à presidência dos Estados Unidos pelo Partido Republicano, ter a audácia de continuar a assediar gratuitamente a comunidade latina faz meu sangue ferver“, escreveu ele no artigo, traduzido pela Billboard.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio